Presidente cancelou agenda e agora fará revisão urológica no Sírio-Libanês; Temer foi submetido a cirurgia para tratar obstrução urológica em outubro

Michel Temer tinha uma série de encontros com políticos, empresários e representantes de entidades nesta quarta-feira
Lula Marques/Agência PT - 22.9.16
Michel Temer tinha uma série de encontros com políticos, empresários e representantes de entidades nesta quarta-feira

O presidente Michel Temer chegou a São Paulo na tarde desta quarta-feira (13) e já deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, na zona sul da capital paulista, para realizar novos exames médicos. A assessoria da Presidência informou que a vinda de Temer a São Paulo para fazer reavaliação de cirurgia urológica é um procedimento "de rotina", porém a viagem obrigou o peemedebista a cancelar os compromissos previstos em sua agenda oficial para esta tarde.

Essa "reavaliação" diz respeito ao procedimento cirúrgico ao qual o peemedebista foi submetido em outubro para tratar uma obstrução urológica . Presidente mais velho da história do País, aos 73 anos de idade, Michel Temer chegou a ser internado às pressas naquele mês após "ter um desconforto", conforme explicou o Planalto na ocasião. O episódio ocorreu no mesmo dia em que a Câmara dos Deputados votava a segunda denúncia oferecida contra o presidente pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Além dessa intervenção médica, Temer também foi submetido, no mês passado, a uma angioplastia para desobstruir uma artéria coronária . Os médicos do presidente informaram naquela oportunidade que uma das artérias do coração de Temer estava 90% obstruída.

A agenda de Temer

A agenda do presidente Temer para esta quarta-feira (13) previa uma série de encontros com empresários, políticos e líderes de entidades ao longo desta tarde.

Apesar de sua viagem a São Paulo, o presidente conseguiu concretizar os planos previstos para esta manhã. Ele participou de evento em Brasília junto a representantes da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Durante o evento, o presidente voltou a defender a proposta da reforma da Previdência, principal meta atual de seu governo. Michel Temer tem se envolvido pessoalmente nas negociações em busca de votos para a aprovação do projeto, maratona que pode voltar a ser interrompida por conta de questões de saúde.

Mais informações a qualquer momento

Leia também: PSDB fecha questão a favor da reforma da Previdência, mas sem punição a infiéis

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.