Ao tomar posse, Raquel Dodge promete 'garantir que ninguém esteja acima da lei'

Antes prevista para as 10h30, posse da nova procuradora-geral da República teve o horário alterado para as 8h, a fim de garantir a presença de Temer
Foto: Reprodução/NBR
Nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, toma posse na manhã desta segunda-feira (18)

A nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, tomou posse em uma cerimônia oficial, nesta segunda-feira (18). Com isso, ela – que é a primeira mulher a chefiar a PGR – passa a substituir Rodrigo Janot, que deixa o cargo após quatro anos na chefia do Ministério Público Federal (MPF).

Leia também: Raquel Dodge convida membros do GT da Operação Lava Jato a ficarem nos cargos

A cerimônia de posse de Raquel Dodge , inicialmente, estava prevista para às 10h30, mas o horário foi alterado para garantir a presença do presidente da República, Michel Temer, na cerimônia.

Em seu discurso, a nova procuradora-geral da República ressaltou que o povo mantém a esperança por um País melhor, acompanha investigações e julgamentos, e não só espera mas também cobra resultados.

Afirmou também que seu trabalho será pautado para "que haja mais esperança nos nosssos passos do que tristeza nos nossos ombros". Ela garantiu que ninguém estará acima ou abaixo da lei e cumprimentou Rodrigo Janot por seu trabalho.

"Recebo com humildade o precioso legado de serviço à pátria, forjado pelos procuradores-gerais da republica que me antecederam, certa de que o Ministério Público deve promover justiça, defender a democracia, zelar pelo bem comum e pelo meio ambiente, assegurar voz a quem não a tem e garantir que ninguém esteja acima da lei e ninguém esteja abaixo da lei", discursou ela.

Aos presentes, Raquel Dodge disse que “os órgãos do sistema de administração de Justiça têm no respeito e harmonia entre as instituições a pedra angular que equilibra a relação necessária para se fazer justiça em cada caso concreto”.

Leia também: Defesa de Temer pede ao Supremo que denúncia seja devolvida à PGR

A cerimônia acontece na sede da PGR, em Brasília. Além de Temer e Raquel, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também estão presentes.

Foto: Divulgação/Palácio do Planalto
Raquel Dodge tomou posse em cerimônia adiantada para contar com a presença de Michel Temer

Raquel foi indicada para o cargo pelo presidente Michel Temer a partir da eleição interna da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), que deu origem à lista tríplice enviada ao presidente para subsidiar sua escolha. Em julho, ela foi aprovada pelo plenário do Senado por 74 votos a 1 e uma abstenção.

Mestre em direito pela Universidade de Harvard e integrante do Ministério Público Federal há 30 anos, ela era subprocuradora-geral da República e atuou em matéria criminal no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Temer e Trump

Logo após a posse, o presidente embarca em viagem oficial aos Estados Unidos. Lá, ele se encontrará com o presidente norte-americano, Donald Trump, e participará na terça-feira (19) da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York. O embarque do presidente está previsto para as 9h.

Leia também: Temer recebeu Raquel Dodge fora da agenda horas após acirrar rixa com Janot

Na cerimônia de posse, Temer agradeceu pela alteração do horário em função dos seus compromissos, enalteceu as características de Raquel Dodge e ainda lembrou de outras mulheres que assumem hoje cargos de relevância no sistema jurídico brasileiro, a exemplo de Cármen Lúcia e da mais nova PGR.

* Com informações da Agência Brasil.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-09-18/raquel-dodge-posse-pgr.html