Rejeição a líderes do PSDB supera desaprovação a Lula, diz pesquisa

Levantamento Ipsos divulgado pelo Estadão mostra Aécio, Alckmin, Serra e FHC com taxas de aprovação menores que a do petista; pesquisa também aponta avanço da desaprovação dos brasileiros em relação ao Supremo
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado - 5.7.17
Aécio Neves (PSDB-MG) viu sua imagem se deteriorar após denúncias surgidas a partir da delação de Joesley Batista

Pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos e divulgada neste sábado (26) pelo jornal O Estado de S. Paulo mostra que a taxa de desaprovação da população brasileira em relação a caciques do PSDB como Aécio Neves, José Serra, Geraldo Alckmin e FHC é maior que a rejeição ao ex-presidente Lula

O levantamento indica que o líder de desaprovação dos brasileiros é o presidente Michel Temer, rejeitado por 93% da população. O segundo lugar do ranking é compartilhado por Aécio Neves e o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), ambos com 91% de desaprovação. Segundo colocado na eleição presidencial de 2014, o ex-mandatário nacional do PSDB  teve sua imagem duramente atingida pelas denúncias surgidas a partir do acordo de delação premiada do empresário Joesley Batista, em maio deste ano – assim como Temer.

Condenado a 9 anos e 6 meses de prisão na Lava Jato, o ex-presidente Lula é desaprovado por 66% dos brasileiros, ficando atrás dos tucanos José Serra (82%), FHC (79%) e Alckmin (73%).

Também figuram no ranking dos dez nomes com maior taxa de desaprovação o senador Renan Calheiros (rejeitado por 84% da população), a ex-presidente Dilma Rousseff (79%) e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (72%).

Os únicos tucanos da relação que registraram baixos índices de desaprovação foram o prefeito de São Paulo, João Doria, que teve 52% de rejeição; e o atual presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (55% de desaprovação). Apesar de apenas três pontos percentuais separarem os dois no ranking, o prefeito da capital paulista tem a aprovação de 19% dos brasileiros, segundo a pesquisa, enquanto Jereissati tem apoio de apenas 4%.

Leia também: Barroso autoriza 18º inquérito contra o senador Renan Calheiros no STF

Rejeição chega ao STF e até à PGR

A pesquisa Ipsos mostrou também que, para além dos políticos, a insatisfação da população brasileira alcançou também integrantes do Poder Judiciário e do Ministério Público. 

Desse núcleo, o nome com maior taxa de desaprovação é o do ministro do Supremo Tribuanl Federal (STF) Gilmar Mendes. Responsável por conceder liberdade a presos da Operação Lava Jato e por dar o voto de minerva que absolveu a chapa Dilma-Temer em julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar aparece no levantamento com 67% de desaprovação – quase o mesmo índice de Lula.

Já o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, figura como segundo nome com maior rejeição, com 52% de desaprovação. O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos julgamentos de ações penais da Lava Jato na primeira instância, é o nome com menor taxa de rejeição dessa pesquisa, sendo desaprovado por 37% dos brasileiros.

Leia também: Ciro Gomes chama Temer de "canalha" e diz que Gilmar Mendes "insulta" o STF

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-08-26/psdb-pesquisa-rejeicao.html