Ex-presidente participa de evento na Arena Fonte Nova, em Salvador; petista percorrerá 25 cidades para medir apoio pós-condenação na Lava Jato

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante comício em cidade no interior do Ceará, em setembro do ano passado
Ricardo Stuckert / Instituto Lula - 21.09.2016
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante comício em cidade no interior do Ceará, em setembro do ano passado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva  inicia nesta quinta-feira (17) sua caravana pelos nove estados do Nordeste, tour que se estenderá pelos próximos 20 dias.

A peregrinação de Lula foi anunciada por ele próprio logo após sua condenação pelo juiz Sérgio Moro no caso tríplex , na Lava Jato, e servirá como uma 'campanha prévia' para a eleição presidencial de 2018. Oficialmente, no entanto, o objetivo alegado pelo staff do petista é o de que a série de viagens servirá para "ver de perto a realidade e as transformações pelas quais o Brasil passou nos governos do PT". 

O primeiro compromisso da agenda do ex-presidente em sua caravana ocorre no fim desta tarde na Arena Fonte Nova, em Salvador. O ponto de partida para o projeto " Lula pelo Brasil ", aliás, foi escolhido a dedo: a Bahia é um dos três estados nordestinos cujo governador figura os quadros do PT. Além do baiano Rui Costa, enquadram-se nessa leva Camilo Santana (CE) e Wellington Dias (PI).

Estratégias

O ex-presidente planeja utilizar o metrô da capital baiana para ir ao estádio, uma estratégia que visa exaltar o projeto iniciado durante seu governo e inaugurado durante a gestão Dilma Rousseff.

Uma boa recepção do povo soteropolitano também poderá servir aos apoiadores do petista para alardear a popularidade do ex-presidente em contraponto aos gestos de hostilidade vistos em visita do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), na semana passada. Na ocasião, o tucano e virtual adversário de Lula em uma hipotética eleição presidencial foi alvo de um ovo arremessado  por manifestantes.

Além de Salvador, o ex-presidente planeja ainda passar pelas capitais Recife (PE), Maceió (SE), João Pessoa (PB), Teresina (PI) e São Luís (MA), onde a caravana será encerrada no dia 5 de setembro.

Lula já declarou em diversas ocasiões que está disposto a se candidatar para a Presidência da República, plano que pode ser barrado caso a condenação do ex-presidente no caso tríplex seja mantida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). No primeiro 'teste' do petista nas urnas pós-condenação na Lava Jato, Lula sofreu revés na pequena cidade de Miguel Leão (PI) , onde seu apoio não foi capaz de eleger o candidato do PT em eleição suplementar realizada no início deste mês.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.