Tamanho do texto

Tribunal aceitou recurso do ex-tesoureiro do PT condenado por corrupção, lavagem e associação criminosa; preso desde abril de 2015, João Vaccari Neto tem mais quatro condenações em ações penais da Operação Lava Jato

João Vaccari Neto já foi condenado em cinco ações da Lava Jato; as penas somam 36 anos e 8 meses de prisão
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
João Vaccari Neto já foi condenado em cinco ações da Lava Jato; as penas somam 36 anos e 8 meses de prisão

O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto foi absolvido da condenação de 15 anos e 4 meses  de prisão que havia sido imposta a ele pelo juiz Sérgio Moro. O recurso da defesa de Vaccari foi aceito nesta terça-feira (27) por dois dos três magistrados do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), responsável pelos recursos da Operação Lava Jato.

A absolvição de João Vaccari pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa foi decidida pelos desembargadores Leandro Paulsen e Victor Luiz dos Santos Laus. O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato no TRF-4, foi o único a defender a manutenção da sentença contra o ex-tesoureiro do PT.

Vaccari Neto já foi condenado em outras quatro ações penais da Lava Jato , com sentenças que somam 21 anos e 8 meses de prisão (o período sobe a 37 anos se somada também a pena da quinta ação penal). O recurso aceito hoje na segunda instância da Justiça Federal diz respeito à primeira condenação do ex-tesoureiro do PT, definida por Moro em setembro de 2015.

Na ocasião, o juiz da 13ª Vara Federal em Curitiba entendeu que Vaccari intermediou o recebimento de R$ 4,2 milhões pelo Partido dos Trabalhadores que se referiam à propina acertada por contratos de construtoras do Consórcio Interpar com a Diretoria de Serviços da Petrobras, então chefiada por Renato Duque. 

Leia também: Em contra-ataque, Temer diz ser vítima de 'ilação' após denúncia da PGR

Comemoração do PT

Pelas redes sociais, o ex-presidente nacional do Partido dos Trabalhadores Rui Falcão comemorou a absolvição de Vaccari Neto, classificada por ele como uma "vitória da verdade".

"Vaccari absolvido! Vitória do PT e da verdade!! Ninguém pode ser condenado sem provas", escreveu Falcão em sua conta no Twitter.

João Vaccari Neto está preso desde abril de 2015, quando foi deflagrada a 12ª fase da Operação Lava Jato. Ele cumpre pena no Complexo Médico Penal em Pinhais, na região metropolitana da capital do Paraná.

Leia também: Lula pede eleição antecipada e Dilma diz que Temer denunciado é saldo do "golpe"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.