Lula pediu transmissão ao vivo em emissoras de TV de seu depoimento. Sobre a decisão do juiz em obrigá-lo a comparecer às declarações de 87 testemunhas, garantiu que comparecerá e não reduzirá o número de pessoas

Depoimento de Lula a Moro está marcado para acontecer na 13ª Vara Federal de Curitiba  no dia 10 de maio
iG Arte
Depoimento de Lula a Moro está marcado para acontecer na 13ª Vara Federal de Curitiba no dia 10 de maio

O ex-presidente e réu a Lava Jato, Luiz Inácio Lula da Silva, pediu que seu depoimento ao juiz Sérgio Moro, que acontecerá em 10 de maio, seja transmitido ao vivo. O pedido foi feito em entrevista a Kennedy Alencar nessa quarta-feira (26).

Leia também: Moro aceita pedido da PF e adia depoimento de Lula para o dia 10 de maio

Lula afirmou estar ansioso para depor e que gostaria que todas as redes televisivas interessadas em transmitir o depoimento o fizessem. “Eu quero ficar frente a frente com os meus acusadores”, disse.

“Você poderia fazer um [favor] pra mim? Enviar uma carta pro Moro pedindo que meu depoimento seja aberto para a imprensa? Para não ficar subordinado ao vazamento. Já que é pra vazar, vamos fazer um depoimento aberto, ninguém esconde nada”, pediu o ex-presidente ao entrevistador.

O petista também afirmou que essa será uma oportunidade para falar a verdade e se explicar depois de, segundo ele, ter sido “massacrado” pela mídia ao longo dos últimos três anos, prejudicando sua imagem diante da opinião pública.

Leia também: Léo Pinheiro, da OAS, apresentará provas contra o ex-presidente Lula

Quando perguntado sobre a decisão de Moro de obrigá-lo a comparecer aos depoimentos de 87 testemunhas de sua defesa, o ex-presidente garantiu que comparecerá e não reduzirá o número de pessoas.“Nós chamamos quem achamos importante para exercer meu direito de defesa. Não tem barganha. Se precisar, eu me mudo para Curitiba para comparecer às audiências. Não deixaremos de ouvir quem consideramos importante”, contou.

Apesar de alegar frequentemente que é perseguido pela Lava Jato, ele reconheceu que a operação tem pontos positivos. “A Lava Jato tem méritos ne medida em que está apurando a corrupção”, afirmou.

Leia também: Em depoimento, Léo Pinheiro diz ter sido orientado a destruir provas contra Lula

Ainda assim, aproveitou a oportunidade para criticar Sérgio Moro por sua abordagem. “O problema é que o juiz Moro subordinou o sucesso da apuração à criminalização das pessoas na opinião pública, através da imprensa”, disse. “Se um juiz precisa da imprensa condenar publicamente para ele ter razão, então precisamos rever o papel do Judiciário”, completou Lula.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.