Sede da entidade ligada ao ex-presidente foi alvo de ataque em julho de 2015; se condenado por difamação, comediante pode pegar um ano de prisão

No Twitter, Danilo Gentili voltou a ironizar o processo movido pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Reprodução/Twitter/DaniloGentili
No Twitter, Danilo Gentili voltou a ironizar o processo movido pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O comediante e apresentador de TV Danilo Gentili terá de explicar na Justiça as acusações feitas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em julho de 2015, quando a sede do Instituto Lula, na capital paulista, foi alvo de um ataque a bomba. Caso seja condenado, poderá pegar pena de três meses a um ano de detenção.

Leia também: Polícia Federal diz que Lula e Dilma cometeram crimes para barrar Lava Jato

O ataque no prédio do Instituto Lula, localizado no bairro do Ipiranga, em São Paulo, ocorreu em 30 de julho de 2015. No dia seguinte, Danilo Gentili postou a seguinte frase em sua página no Twitter: “Instituto Lula forja ataque para sair de vítima e o máximo que conseguem com isso é todo mundo dizendo 'que pena que o Lula não estava lá na hora'”. O atentado não deixou ninguém ferido.

Logo após a postagem, os advogados do ex-presidente entraram com um pedido de reparação na Justiça contra o apresentador. Em primeira instância, o pedido foi rejeitado. A defesa do petista, então, entrou com recurso no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), que foi acatado pelo desembargador Ricardo Sale Júnior.

“Salienta-se que o pedido de explicações não se presta a elucidar quem é o autor ou autores, mas apenasse houve ou não ofensa. Seu objetivo é aclarar os fatos quanto a ter ocorrido ou não ofensa à honra, esclarecendo-se questões de interpretação fática, não tendo fundo investigatório”, afirmou o magistrado em sua decisão.

LEIA MAIS: Defesa de Lula pede a prisão de Sérgio Moro

Em nota, o Instituto Lula informa que “agora que a Justiça ordenou que Gentili explique de onde tirou a informação que eventualmente sustente sua acusação, caso ele não consiga explicar, será processado por difamação”. Os advogados do instituto reforçam que a pena prevista no Código Penal para o crime de difamação é de três meses a um ano de prisão.

Ironia

Nesta sexta-feira (24), o comediante ironizou a decisão da Justiça que lhe obriga a prestar esclarecimentos sobre as declarações. Ele compartilhou no Twitter um link com uma reportagem sobre a sentença judicial com uma montagem em que a sua foto aparece ao lado da do ex-presidente.

Leia também: Delegado da Lava Jato fere conduta ética da Polícia Federal, diz defesa de Lula

O apresentador também postou a seguinte mensagem: “Quem aí vai me visitar na cadeia?”. Ao site “O Antagonista”, Danilo Gentili fez mais críticas ao petista. “Sinceramente, com as cinco denúncias que Lula sofreu, se eu fosse os advogados dele estaria mais preocupado com o Ministério Público do que com um humorista”, afirmou, referindo-se aos processos no qual Lula é réu, nas operações Lava Jato, Zelotes e Janus.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.