MPF faz nova denúncia contra Lula, Marisa, Palocci e mais seis na Lava Jato

Ex-presidente é acusado pela força-tarefa da Lava Jato de liderar esquema que envolveu propina de R$ 75 milhões paga pela Odebrecht; Marisa Letícia, Marcelo Odebrecht e Antônio Palocci também estão entre os denunciados
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula - 4.10.16
Nova denúncia contra o ex-presidente Lula será analisada pelo juiz Sérgio Moro; petista já é réu em três ações penais

A força-tarefa de procuradores da Operação Lava Jato voltou a apresentar denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em documento enviado à Justiça nesta quarta-feira (14), o Ministério Público Federal acusa o petista de ter cometido os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em esquema que envolveu a compra do terreno para o Instituto Lula e a cobertura de um prédio em São Bernardo do Campo , no ABC Paulista.

Entre os denunciados estão a ex-primeira-dama Marisa Letícia, o advogado de Lula , Roberto Teixeira, o empreiteiro Marcelo Odebrecht, o ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci e seu assistente, Branislav Kontic. Completam a lista de denunciados Paulo Melo, Demerval Gusmão e Glaucos da Costamarques.

De acordo com a nova denúncia apresentada ao juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente teria comandado um esquema envolvendo o pagamento de propina de R$ 75 milhões, que é o equivalente a percentuais de 2% a 3% do valor total de oito contratos firmados entre a Petrobras e a construtora Odebrecht.

LEIA TAMBÉM:  Moro bate boca com advogado de Lula durante audiência da Lava Jato

Segundo os procuradores, esse valor teria sido repassado ao PT, ao PP e ao PMDB. Parte dessa quantia teria sido lavada por meio da compra de um terreno para sediar o Instituto Lula, em 2010.

Outro meio encontrado para lavar os recursos ilícitos teria sido a compra de uma cobertura no prédio vizinho ao que o petista e sua mulher moram em São Bernardo do Campo. O imóvel foi adquirido no nome de Glaucos da Costamarques (um dos denunciados), que teria atuado como "testa de ferro" do ex-presidente.

Lula réu

O ex-presidente Lula já é réu em três ações penais, sendo duas no Distrito Federal e uma na Lava Jato, em Curitiba. Esta última diz respeito ao tríplex no Guarujá que é associado ao petista, cuja reforma teria sido custeada pela construtora OAS. A defesa de Lula nega que ele seja o proprietário do imóvel.

LEIA TAMBÉM:  Lula cresce no Datafolha, mas perderia para Marina, se eleições fossem hoje

No Distrito Federal, Lula responde por suposta tentativa de barrar a Operação Lava Jato no episódio envolvendo em que o ex-senador Delcídio do Amaral e o banqueiro André Esteves teriam tentado evitar um acordo de delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Lula é réu, ainda, por supostamente ter usado de sua influência junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para favorecer a Odebrecht em contratos na Angola. Nessa ação, o ex-presidente é acusado de cometer os crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, tráfico de influência e organização criminosa.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-12-15/lula-lava-jato-mpf-denuncia.html