Em e-mail anexado em processo da Lava Jato, Danielle Dytz da Cunha passa lista de compras ao ex-deputado com cremes, óculos e pólos Ralph Lauren

Danielle Dytz da Cunha Doctorovich é apontada pela Lava Jato como uma das beneficiárias da offshore Köpek
Twitter/Reprodução
Danielle Dytz da Cunha Doctorovich é apontada pela Lava Jato como uma das beneficiárias da offshore Köpek

Uma troca de e-mails entre a publicitária Danielle Dytz da Cunha , filha de Eduardo Cunha, e o do ex-presidente da Câmara dos Deputados foi tornada pública pela força-tarefa da Lava Jato.

O jornal "O Estado de São Paulo" divulgou nesta segunda-feira (25) mensagens enviadas por Danielle a Eduardo Cunha em que ela reclama da "falta de cacife" e passa uma lista de compras ao pai.

Filha do primeiro casamento do ex-deputado, Danielle é apontada pelos investigadores da Lava Jato como uma das beneficiárias da Köpek, uma offshore não declarada mantida pelo peemedebista na Suíça que teria movimentado mais de US$ 1,1 milhão entre 2008 e 2014.

Nas mensagens divulgadas nesta segunda-feira, datadas de 2009, Danielle se refere a Cunha como "Dad" (pai em inglês) e apresenta uma lista de compras para o então deputado trazer do exterior. Entre os itens pedidos pela publicitária estão cremes, óculos Ray-Ban e pólos Ralph Lauren.

LEIA TAMBÉM:  De pedra a vidraça: a saga de Eduardo Cunha em 18 atos

"Mesmo eu indo viajar, infelizmente não tenho cacife para comprar tudo que eu gostaria. Fiz uma listinha do que eu gostaria que você trouxesse, e se puder agradeço muito. Veja claro o que não for te dar trabalho!", escreve a publicitária no e-mail cujo assunto era "pedidos dani".

A lista enviada ao então parlamentar era a seguinte:

"- Creme Clean and Clear all about eyes (dois do tamanho maior)

- Bolsa Balenciaga preta (igual a que eu tenho só que em preto)

- Óculos Ray-Ban Wayfarer cor preta

- Sapatilha Tory Burch um tamanho acima do que a Cláudia [Cruz, mulher de Cunha] calça, preta

- Wii Fit [video-game]

- Se forem ao outlet gostaria de camisas pólo Ralph Lauren para trabalhar... Tanto faz a cor... No caso eu digo as que eu já tenho [ sic ]."

Filha do primeiro casamento de Eduardo Cunha, a publicitária Danielle Dytz da Cunha se refere ao pai como
Reprodução
Filha do primeiro casamento de Eduardo Cunha, a publicitária Danielle Dytz da Cunha se refere ao pai como "Dad"

Danielle especifica o tamanho que usa de acordo com o modelo da peça: "O meu tamanho é M para os modelos Skinny pólo e Slim Fit (o classic fit é masculino portanto fica muito grande).

A filha do ex-presidente da Câmara também deixa um conselho para o pai ao final da mensagem. "Aproveitem muito a viagem e cuidado para a [censurado] não virar adepta a marcas [ sic ] caras e não juvenis."

Prisão

Eduardo Cunha está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 19 de outubro. Ele é acusado de receber US$ 5 milhões em propina na operação de compra de um campo de petróleo pela Petrobras em Benin, na África, em 2011. A mulher do ex-parlamentar, Cláudia Cruz, também é ré na Lava Jato acusada de cometer os crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas por meio da offshore Köpek. Os dois negam as acusações.

    Leia tudo sobre: Eduardo Cunha
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.