Doria anuncia que manterá limite de velocidade nas pistas locais das marginais

Prefeito eleito de São Paulo havia prometido durante a campanha eleitoral que as vias passariam de 50 km/h para 60 km/h assim que assumisse o cargo
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil - 3.10.2016
Prefeito eleito João Doria (PSDB) recuou da proposta de elevar limite de velocidade nas pistas locais das marginais

Após prometer ao longo da campanha eleitoral que iria rever os limites de velocidade em diversas vias da capital paulista, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que irá manter os 50 km/h nas pistas locais das marginais Pinheiros e Tietê. Os limites foram reduzidos durante a atual gestão, do petista Fernando Haddad, que foi derrotado pelo tucano nas urnas.

LEIA MAIS:  Doria cria pasta da desestatização e anuncia mais sete nomes do primeiro escalão

De acordo com reportagem publicada nesta sexta-feira (18) pelo jornal “Folha de S.Paulo”, a decisão da equipe de Doria por manter os 50 km/h nas pistas locais das marginais foi tomada após pressões de grupos ligados à segurança no trânsito. Isso porque o número de acidentes com mortes nas marginais caiu cerca de 51,6% desde a redução do limite, passando de 64 para 31 de julho de 2014 a junho de 2015 na comparação com os 12 meses seguintes.

Durante a campanha, o então candidato pelo PSDB garantiu que, assim que eleito, elevaria o limite nas pistas locais das marginais para 60 km/h. Pouco depois de ser confirmado como vencedor do pleito, em 2 de outubro, o tucano já mudou o discurso, afirmando que, em “alguns pontos”, manteria os 50 km/h.

LEIA MAIS:  Quem é João Doria, o novo prefeito da cidade de São Paulo

Ainda conforme o jornal, a equipe de transição avaliou que a elevação do padrão para 60 km/h seria inviável em razão do movimento intenso de entrada e saída em shoppings e centros comerciais, além do trânsito de pedestres nas vias transversais, o que aumentaria o risco de atropelamentos.

Outras pistas

Nas pistas expressas das marginais Pinheiros e Tietê, o prefeito eleito – que assume o cargo em 1º de janeiro de 2017 – deverá seguir o prometido na campanha, elevando o padrão dos atuais 70 km/h para 90 km/h. Na pista central da Marginal Tietê, o limite deverá passar de 60 km/h para 70/h.

Sobre as outras avenidas da capital que tiveram o limite de velocidade alterado durante a gestão de Fernando Haddad , a equipe do tucano ainda não oficializou se fará novas mudanças.

LEIA MAIS:  João Doria rebate Lula e afirma que visitará o ex-presidente em Curitiba

Em relação à tarifa dos ônibus municipais em São Paulo , Doria estuda efetuar “reajuste parcial”. Na campanha, também havia prometido que o preço do bilhete não aumentaria. A reportagem da “Folha” informa ainda que a equipe do tucano pretende promover um debate com a sociedade para rever as gratuidades no transporte público.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-11-18/doria.html