Tamanho do texto

Chefe da pasta de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho deixará o cargo temporariamente para participar da votação do projeto nesta terça-feira

Presidente Michel Temer já havia lançado mão da estratégia de exonerar ministros na votação do primeiro turno
Beto Barata/PR - 24.10.16
Presidente Michel Temer já havia lançado mão da estratégia de exonerar ministros na votação do primeiro turno

O ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, foi exonerado do cargo nesta terça-feira (25), conforme publicação no "Diário Oficial da União". Ele deixa a pasta temporariamente para retomar o cargo de deputado federal pelo PSB de Pernambuco e participar da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que define um teto para os gastos públicos  pelos próximos 20 anos.

A expectativa é de que a PEC seja analisada ainda nesta terça-feira, em segundo turno , pela Câmara após ter sido aprovada por 366 deputados na primeira votação. Se aprovado, o texto será enviado ao Senado para apreciação, também em dois turnos.

A intenção do Palácio do Planalto é acelerar as discussões nas próximas semanas com os senadores e ver promulgada a proposta até o fim deste ano. A emenda à Constituição cria um teto de gastos para os próximos 20 anos. O governo considera a aprovação essencial para sinalizar o compromisso com medidas de ajustes e ganhar confiança dos agentes econômicos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.