Aécio conduz conversas; encontro entre Michel Temer e Fernando Henrique Cardoso, na última quarta-feira, teria servido para tratar do assunto também

Conversas são conduzidas pelo senador tucano Aécio Neves (foto) e pelo secretário peemedebista Moreira Franco
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Conversas são conduzidas pelo senador tucano Aécio Neves (foto) e pelo secretário peemedebista Moreira Franco

Em meio a um período de discussões sobre a PEC 241 e outras medidas tomadas pelo governo Temer, o PSDB e o PMDB, nos bastidores, já falam em uma aliança para as eleições presidenciais de 2018. As conversas ainda são preliminares, mas a intenção de criar um novo núcleo de estabilidade política" no país já é clara. As informações foram publicadas nesta sexta-feira (14) no jornal Folha de S.Paulo.

Conduzidas pelo senador tucano Aécio Neves e pelo secretário peemedebista Moreira Franco (Programa de Parceria de Investimentos), as conversas revelam o plano de unir forças para uma possível chapa presidencial. "É natural que qualquer namoro dê em casamento", diz Franco. "Não se começa namoro falando em casar. Tem de noivar antes", completa o secretário, com cautela.

LEIA TAMBÉM: Temer diz que PEC do Teto de Gastos pode ser revista em 4 ou 5 anos

Nas reuniões em que tratam do assunto, os dois partidos tomam o cuidado de não citar nomes para a eventual chapa. Além do PMDB, o PSDB tem três possíveis postulantes: José Serra, Geraldo Alckmin e o próprio Aécio.

Ainda segundo o jornal, o encontro entre o presidente Michel Temer e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, na última quarta-feira (12), não tinha como prioridade a discussão sobre a PEC que limita os gastos públicos. De acordo com a publicação, a reunião teria servido ao propósito da aliança.