Teori critica “espetacularização” da Lava Jato em denúncia contra Lula

Ministro do STF acusou MPF de não seguir a rigorosidade exigida do órgão e negou pedido da defesa de Lula para transferência de inquéritos ao Supremo
Foto: Nelson Jr./SCO/STF - 23/02/2016
Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, criticou conduta de 'espetaculização' do MPF


O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou e chamou de "espetacularização" a atuação do Ministério Público Federal (MPF) e dos procuradores da República na apresentação das acusações contra Lula  no último dia 14 de setembro no Paraná.

LEIA MAIS:  Juiz Moro aceita denúncia e Lula vira réu na Operação Lava Jato

Teori realizou as críticas nesta terça-feira (4) ,durante julgamento em que negou pedido do ex-presidente Lula para que os inquéritos contra ele sejam transferidos do juiz Sérgio Moro para o Supremo. 

“Nós todos tivemos a oportunidade de verificar um espetáculo midiático com forte divulgação que se fez lá em Curitiba, não com a participação do juiz, mas do Ministério Público Federal e da Polícia Federal", disse Teori. 

Para o ministro, a postura do MPF não respeitou a seriedade exigida do órgão, "o que não é compatível nem com aquilo que foi objeto da denúncia nem com a seriedade que se exige na apuração desses fatos”.

LEIA MAIS:  Lula e Marisa são denunciados pelo Ministério Público na Operação Lava Jato

Apesar de criticar a atuação do MPF,  Zavascki já havia negado o pedido feito pela defesa de Lula no mês passado para que fossem suspensas as investigações contra ele em Curitiba.

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil 29.08.2016
Lula é investigado por irregularidades em aquisição de apartamento no litoral paulista de chácara no interior de São Paulo


Defesa 

A defesa do ex-presidente questiona a competência de Moro para conduzir os três inquéritos contra o Lula no âmbito da Operação Lava Jato e alega que os fatos investigados são os mesmos apurados pelo STF em outro inquérito contra o petista. 

Para Teori, muitas das ações relacionadas à Operação Lava Jato têm relação com um dos inquéritos que tramitam na Corte. O ministro lembrou ainda que o STF definiu que só tramitariam na Corte ações de pessoas com foro privilegiado. 

LEIA MAIS:  Sérgio Moro determina que Planalto analise bens apreendidos de Lula

“Se fez desde o início dessa investigação da Lava Jato, claro, de se manter aqui apenas aquilo que diz respeito fundamentalmente a pessoas com prerrogativa de foro e, na medida do possível, é o que se está fazendo”, afirmou Teori.

*Com informações da Agência Brasil

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-10-04/teori-conduta-mpf.html