Sinopse do livro de Eduardo Cunha sobre o impeachment vaza; leia aqui

Responsável pela abertura do processo contra Dilma Rousseff no Congresso, deputado cassado deve lançar a obra "Impeachment" ainda neste ano
Foto: Lula Marques/Agência PT - 12.09.2016
'Eu acho que a sociedade merece conhecer todos os detalhes', disse Eduardo Cunha ao anunciar que escreveria livro

"Quem com golpe fere, com golpe será ferido." É desta maneira que o deputado cassado Eduardo Cunha  (PMDB) dá início à sinopse de seu livro, batizado somente de "Impeachment", onde relata suas memórias sobre o processo de afastamento de Dilma Rousseff.

O teaser da obra foi vazado pela revista "Veja" nesta quinta-feira (28). Procurada pela reportagem do iG, a assessoria de imprensa de Eduardo Cunha não se manifestou a respeito do texto de quatro páginas divulgado pela revista.

Responsável pela abertura do processo de impeachment contra Dilma, Cunha é apontado no texto como "uma das figuras mais emblemáticas da recente história da política nacional". O ex-presidente da Câmara aponta em sua narrativa que, com o afastamento definitivo de Dilma, "caiu mais que uma presidente, caiu um ícone histórico do poder, o PT".

De acordo com a reportagem da "Veja", a publicação do livro do peemedebista está sendo disputada entre as editoras Geração e Matrix. Cunha também teria uma proposta da Amazon para a negociação de e-books.

O anúncio de que uma obra sobre o impeachment estava por vir foi feito pelo próprio Cunha logo após o plenário da Câmara dos Deputados confirmar a cassação de seu mandato , no dia 12 deste mês. Na ocasião, o peemedebista declarou que o livro traria "diálogos com todos os que discutiram o impeachment" com ele. "Eu acho que a sociedade merece conhecer todos os detalhes", disse.

Perguntado sobre o por quê decidiu escrever um livro apenas após a cassação de seu mandato, Cunha desconversou. "Eu já ia escrever, mas agora vou escrever mais rápido porque tenho tempo."

Além do processo de afastamento de Dilma, a obra "Impeachment", que deve sair ainda este ano, traz ainda detalhes sobre processos contra os ex-presidentes Fernando Collor de Mello, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. A frase que abre a sinopse do texto ("Quem golpe fere, com golpe será ferido"), inclusive, faz referência às seguidas tentativas do PT de afastar o presidente FHC.

"Eduardo Cunha descreve os desconhecidos detalhes e toda a movimentação que culminaram no afastamento definitivo de Dilma e o fim do ciclo de poder do PT", diz a sinopse. Leia abaixo:


Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-09-29/eduardo-cunha-livro-impeachment-sinopse.html