Peemedebista tem encontros com os presidentes de Portugal e do Uruguai em Nova York, onde discursará na abertura de reuniãoda ONU nesta terça-feira

Esta é a segunda viagem oficial ao exterior feita por Michel Temer após ter assumido definitivamente o cargo de presidente
Beto Barata/ PR 04.09.2016
Esta é a segunda viagem oficial ao exterior feita por Michel Temer após ter assumido definitivamente o cargo de presidente

O presidente Michel Temer participa na manhã desta segunda-feira (19), em Nova York, da sessão de abertura e da plenária da Reunião de Alto Nível sobre Grandes Movimentos de Refugiados e Migrantes na sede da Organização das Nações Unidas (ONU).

LEIA MAIS: Manifestantes pedem o "Fora Temer" na Avenida Paulista

Ainda ao final da reunião, será aprovada decisão política que dará início a processo de negociação acerca de refugiados que pode se estender até 2018, ocasião em que dois pactos globais serão adotados: um "Sobre o compartilhamento de responsabilidades relativas aos refugiados" e outro "Migrações seguras, regulares e ordenadas”.

Também estão previstos para esta segunda-feira encontros bilaterais com os presidentes de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e do Uruguai, Tabaré Vázquez.

Assembleia Geral da ONU

Temer abrirá a 71ª Assembleia Geral da Organização da ONU na terça-feira (20). Conforme tradição iniciada em 1947, com o discurso inaugural feito pelo diplomata brasileiro Osvaldo Aranha, cabe ao Brasil abrir a assembleia. Esta é a segunda viagem oficial ao exterior feita pelo peemedebista após ter assumido definitivamente o cargo. No início do mês, Temer participou da reunião de Cúpula do G20, grupo formado pelas 20 maiores economias mundiais, na China.

LEIA MAIS: Temer embarca para Nova York, onde abrirá Assembleia Geral da ONU

Também na terça-feira, Michel Temer será recebido pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e se reunirá com os presidentes da Palestina, Mahmoud Abbas, e do Peru, Pedro Kuczynski.

O presidente do Brasil entregará formalmente à ONU os instrumentos de ratificação do Acordo de Paris sobre mudança do clima, na quarta-feira (21). Há uma semana, foi confirmada a adesão brasileira. No mesmo dia, Temer participará de uma reunião com um grupo de 20 a 25 executivos representantes de fundos de investimento e de um almoço com empresários. O presidente deve embarcar de volta ao Brasil ainda na quarta-feira (22).

LEIA MAIS:  Países vizinhos esperam reação econômica para aliviar desconfiança com Temer

Na semana passada, em entrevista publicada pelo "Wall Street Journal", Temer deu uma prévia de seus interesses na viagem em questão: mostrar aos investidores e empresários estrangeiros que o Brasil está aberto e interessado em fazer negócios de forma segura, agora que seu governo não é mais interino.  Na mesma entrevista, o presidente disse que as incertezas políticas no Brasil estão diminuindo.

* Com informações da Agência Brasil