Presidente interino da Casa convocou eleição para as 16h da quarta-feira (13); candidatos terão 10 minutos para discursar

O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), convocou a eleição para definir quem será o sucessor de Eduardo Cunha  (PMDB-RJ) na presidência da Casa para as 16h de quarta-feira (13).

A decisão foi confirmada nesta segunda-feira (11) em ato assinado pelo próprio Waldir Maranhão e pelos demais integrantes da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.

Presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão assumiu o posto após afastamento de Cunha
Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo - 9.5.16
Presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão assumiu o posto após afastamento de Cunha

Além de confirmarem a data e horário do pleito, os integrantes da Mesa Diretora da Câmara definiram ainda novos detalhes acerca da eleição. Serão admitidas candidaturas oriundas de qualquer bancada representada na Câmara e também candidaturas individuais.

A ordem em que os nomes dos candidatos aparecerão na urna eletrônica será sorteada às 13h da quarta-feira. Cada candidato terá 10 minutos para fazer um discurso no plenário da Casa apresentando as suas propostas.

Se nenhum deputado obitver a maioria dos votos da Câmara (257) no primeiro turno, o segundo turno entre os dois mais bem votados acontecerá uma hora depois do encerramento da primeira votação, e cada candidato terá novamente 10 minutos para falar. Nesta fase, vence aquele que obtiver a maioria simples dos votos.

Em caso de empate, será eleito o candidato mais idoso dentre os de maior número de legislaturas na Casa. O mandato a ser cumprido pelo eleito se encerrará em fevereiro de 2017.

Candidatos

Até o momento, ao menos oito deputados já confirmaram a participação na eleição para o cargo deixado vago por Eduardo Cunha, que anunciou sua renúncia na semana passada. Desses oito, somente o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), ainda não registrou sua candidatura junto à Mesa Diretora da Câmara.

Recentemente, Rosso foi o escolhido para presidir a Comissão Especial do Impeachment na Casa e é apontado como um dos favoritos a assumir a cadeira até então ocupada por Cunha . Também surge com força na disputa o primeiro-secretário da Câmara, Beto Mansur (PRB-SP).

Além desses dois, já estão confirmados na disputa os seguintes parlamentares: deputado Giacobo (PR-PR); Fausto Pinato (PP-SP); Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO); Marcelo Castro (PMDB-PI); Carlos Manato (SD-ES); Fábio Ramalho (PMDB-MG); Heráclito Fortes (PSB-PI); Cristiane Brasil (PTB-RJ); e Luiza Erundina (PSOL-SP).

* Com informações da Agência Câmara

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.