MST protesta em propriedade de envolvidos na Operação Lava Jato no Paraná

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo se manifestou contra o desvio de recursos públicos e pedem que a área seja destinada para a reforma agrária

Aproximadamente 4.500 pessoas foram até a fazenda de Licínio Machado Filho e Sérgio Machado
divulgação/MST
Aproximadamente 4.500 pessoas foram até a fazenda de Licínio Machado Filho e Sérgio Machado

Aproximadamente 4.500 mil pessoas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam na madrugada desta sexta-feira (18) uma fazenda em Santa Terezinha de Itaipu, no Paraná, em protesto contra o desvio de recursos públicos e pedem que a área seja destinada para a reforma agrária. A propriedade pertence aos irmãos Licínio de Oliveira Machado Filho, presidente da Etesco Construções, e a Sérgio Luiz Cabral de Oliveira Machado, ex-presidente da Transpetro, ambos envolvidos na Operação Lava Jato. 

Os investigados foram citados nas delações do doleiro Alberto Youssef e do lobista Fernando Moura, durante a operação da Policia Federal. Licínio foi delatado como o homem que indicou Renato Duque para diretor de Serviços da Petrobras. Já Machado também foi delatado pelo dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa.

Segundo o MST, a fazenda Santa Maria tem uma área total de 1750 hectares, sendo 500 hectares de reserva legal e mata ciliar, 300 hectares de agricultura e 900 hectares de pastagem para gado de corte. 

Leia tudo sobre: políticamovimento socialoperação lava jatoMST

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas