Ministério Público de São Paulo pede prisão preventiva de Lula

Por Estadão Conteúdo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ex-presidente foi denunciado por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica por ocultar propriedade do tríplex

Estadão Conteúdo

Em entrevista nesta tarde, promotor havia se negado a falar sobre possível pedido de prisão
Agência Senado
Em entrevista nesta tarde, promotor havia se negado a falar sobre possível pedido de prisão

Na denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua mulher e seu filho Fábio Luiz Lula da Silva protocolada nesta quarta-feira (9) o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex-presidente. Além de Lula também foi pedida a prisão preventiva do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, e de outros dois investigados do caso Bancoop.

É a primeira vez que o Ministério Público pede a prisão do ex-presidente, acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica ao supostamente ocultar a propriedade do tríplex - oficialmente registrado em nome da OAS.

Nesta tarde, em entrevista a jornalistas, o promotor Cássio Conserino, um dos responsáveis pela denúncia, evitou responder se havia pedido a medida cautelar contra o petista. "Só vamos falar sobre a denúncia", disse.

Na denúncia de 102 páginas assinada por Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Moraes de Araújo a Promotoria detalha as suspeitas levantadas ao longo das investigações que ouviram mais de 20 testemunhas, incluindo engenheiros responsáveis por reformas no imóvel e até zeladores do edifício Solaris.

O pedido de prisão do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) já foi distribuído para a juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal da Justiça. A juíza não tem prazo para tomar a decisão. Segundo apurou a reportagem, o processo é muito volumoso e a decisão pode demorar alguns dias. 

Além da prisão de Lula também foi pedida a prisão preventiva do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, e de outros dois investigados do caso Bancoop. O ex-presidente é acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica ao supostamente ocultar a propriedade de um tríplex no Guarujá - oficialmente registrado em nome da OAS.

Na última sexta-feira (4), a 24ª fase da Operação Lava Jato foi deflagrada na residência de Lula e na sede do Instituto Lula. Veja na galeria abaixo fotos da ação:

Nesta 24ª fase da Operação Lava Jato, ex-presidente Lula foi alvo de um dos mandados de condução coercitiva e foi obrigado a prestar esclarecimentos. Foto: Newton Menezes/Futura Press - 04.03.16Policia Federal fez buscas na sede do Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Foto: Newton Menezes/Futura Press - 04/03/16Ação da PF no Instituto Lula foi feita na manhã desta sexta-feira (4). Foto: ESTADÃO CONTEÚDO/ MARCELO GONCALVES -04/03/16Policia Federal isolou rua do Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, durante a operação Aletheia, desdobramento da Lava Jato. Foto: ESTADÃO CONTEÚDO/NELSON ANTOINE/FRAMEPHOTO - 04/03/16Polícia Federal também fez buscas na sede da Odebrecht, em São Paulo. Foto: Marcos Bezerra/Futura Press - 04.03.16Houve movimentação na sede da Polícia Federal, no bairro da Lapa, zona oeste de São Paulo. Foto: ESTADÃO CONTEÚDO/FELIPE RAUAção da PF nesta sexta-feira chegou ao ex-presidente Lula. Foto: ESTADÃO CONTEÚDO/FELIPE RAU - 04/03/16Após deflagração da 24ª fase da Lava Jato, agentes chegaram com malotes à sede da Polícia Federal, em São Paulo . Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press - 04.03.16O assessor especial do presidente Lula, Rogério Pimentel, prestou depoimento na sede da Polícia Federal, no Bairro do Lapa, na zona oeste de São Paulo (SP). Foto: Márcio FERNANDES/ESTADÃO CONTEúDOAgentes da Polícia Federal fizeram buscas no Condomínio Solaris, na praia das Astúrias, no Guarujá (SP). Foto: Motta Jr./Futura Press - 04.03.16Fachada do Condomínio Solaris, no Guarujá (SP); MP-SP investiga se apartamento teve a reforma de R$ 700 mil paga pela construtora OAS e se seria de Lula e Marisa Letícia. Foto: Motta Jr./Futura PressHelicóptero sobrevoa à residência do ex-presidente após ação da PF contra Lula. Foto: Rodrigo Robatini/Futura Press - 04.03.16Movimentação em frente à residência do ex-presidente, onde houve buscar da Polícia Federal. Foto: Rodrigo Robatini/Futura Press - 04.03.2016Entrada do Condomínio Solaris, no Guarujá, litoral sul de São Paulo. Foto: Motta Jr./Futura Press A ação também ocorre no prédio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho Fábio Luiz Lula da Silva,. Foto: Estadão Conteúdo/Marcelo Gonçalvessítio lula -a atibaia. Foto: CARLOS NARDI/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO


Leia tudo sobre: LulaMinistério PúblicoOAS

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas