Ex-jogador do Grêmio, deputado Mário Jardel é denunciado por desvio de dinheiro

Por Estadão Conteúdo |

compartilhe

Tamanho do texto

Jardel teria integrado organização criminosa com objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagens econômicas mediante a prática de crimes contra a administração pública

Estadão Conteúdo

O procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Sul, Marcelo Lemos Dornelles, denunciou ao Tribunal de Justiça do Estado nesta segunda-feira (29) o ex-jogador de futebol e deputado estadual Mário Jardel (PSD) e outras dez pessoas. O grupo é investigado pela Operação Gol Contra, deflagrada pelo Ministério Público em novembro de 2015.

Em 2004, Jardel foi emprestado ao Palmeiras, mas nunca atuou pelo clube
Gazeta Press
Em 2004, Jardel foi emprestado ao Palmeiras, mas nunca atuou pelo clube

O parlamentar que foi ídolo do Grêmio nos anos 90 é denunciado por organização criminosa, uso de documento falso, concussão, peculato, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

De acordo com a denúncia, entre os meses de fevereiro e novembro de 2015, Jardel, o assessor parlamentar Christian Vontobel Miller, o chefe de gabinete Roger Antônio Foresta, o coordenador-geral de Bancada do PSD, Ricardo Fialho Tafas, e o chefe de gabinete da liderança do PSD, Francisco Demetrio Tafras, integraram organização criminosa com objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagens econômicas mediante a prática de crimes contra a administração pública, como peculato e concussão, além do uso de documentos falsos e da lavagem de dinheiro.

Ainda conforme o MP, as irregularidades começaram no primeiro dia do mandato de Jardel na Assembleia Legislativa. Entre os delitos, destaca-se a exigência de repasse de parte de salários e de verbas indenizatórias de servidores. O valor desviado, entre abril e novembro do ano passado, é estimado em R$ 212.203,75, aponta o MP. Entre os denunciados estão assessores, um traficante de drogas e funcionários fantasmas.

A reportagem procurou nesta terça-feira, 1º, a assessoria de Jardel, mas não houve resposta.

Leia tudo sobre: jardeldeputadoex-jogador

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas