Juiz Moro confirma que campanhas eleitorais receberam dinheiro de propina

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em ofício enviado ao TSE, juiz federal afirma que, além da Lava Jato, diversas investigações confirmarão os repasses ilegais

O juiz  Moro, que comanda a Operação Lava Jato, no Fórum Aner de Revistas, em São Paulo
Newton Menezes/Futura Press
O juiz Moro, que comanda a Operação Lava Jato, no Fórum Aner de Revistas, em São Paulo

Campanhas eleitorais no Brasil foram comprovadamente bancadas com dinheiro de propina. Foi o que confirmou o juiz Sérgio Moro em ofício enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em outubro e divulgado nesta segunda-feira (15) pela Justiça Federal do Paraná.

No documento, o juiz afirma que seria oportuno que o TSE ouvisse delatores da Operação Lava Jato sobre desvios de recursos da Petrobras na ação que investiga, a pedido do PSDB, supostas irregularidades na eleição que elegeu Dilma Rousseff à Presidência da República, em 2014.

"Destaco que na sentença prolatada na ação penal 5012331-04.2015.404.7000
reputou-se comprovado o direcionamento de propinas acertadas no esquema criminoso da Petrobras para doações eleitorais registradas", disse o juiz no ofício. 

Moro ressalta que, além dos relatos dos delatores do processo – Alberto Youssef, Paulo Roberto Costa, Pedro José Barusco Filho, Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, Milton Pascowitch e Ricardo Ribeiro Pessoa – confirmando que parte dos recursos do esquema criminoso seria desviado para doações eleitorais, outras investigações virão a comprovar o mesmo futuramente. 

"Há diversas investigações em curso que eventual e incidentalmente poderão confirmar outros repasses de propinas a campanhas eleitorais", resumiu o juiz. 

Leia tudo sobre: justiça federalsérgio moro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas