Senador articula CPI para investigar CBF

Por Agência Senado |

compartilhe

Tamanho do texto

Após polícia prender sete dirigentes ligados à Fifa por suspeitas de corrupção, Zezé Perella (PDT-MG) iniciou coleta de assinaturas para criar comissão destinada a investigar o caso

Agência Senado

O senador Zezé Perrella (PDT-MG) anunciou em Plenário, nesta quarta-feira (27), que iniciará imediatamente a coleta de assinaturas entre os senadores para criar uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) destinada a investigar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Entenda: Operação prende dirigentes da Fifa, e José Maria Marín está entre detidos

Operação surpresa na Suíça prendeu executivos da Fifa às vésperas da eleição
BBC
Operação surpresa na Suíça prendeu executivos da Fifa às vésperas da eleição

Na manhã desta quarta-feira, a polícia da Suíça prendeu sete dirigentes ligados à Federação Internacional de Futebol (Fifa) por suspeitas de corrupção envolvendo a organização de competições e contratos de marketing e televisionamento. Entre eles está o ex-presidente da CBF José Maria Marin, que deixou o cargo em abril deste ano.

Perrella foi contra a criação de uma CPI da CBF no Senado em 2013 e agiu para convencer colegas a retirar assinaturas do requerimento, proposto pelo ex-senador Mário Couto (PSDB-PA). Desta vez, contudo, ele entende que as circunstâncias são diferentes.

Leia mais:

EUA afirmam haver indícios de suborno em contratos da CBF na Copa de 2014

CBF se pronuncia sobre prisão de Marin, garante honestidade e apoia investigação

Marin é banido pela Fifa, assim como outros 10 nomes envolvidos em escândalo

— Eu fui contra a CPI na época da Copa do Mundo porque achava que não tínhamos fato relevante que a justificasse. Hoje, existe ex-dirigente da CBF preso por corrupção. Pela gravidade da situação, nós temos a obrigação neste momento de fazer uma CPI nesta Casa — explicou.

Em 2014, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) também tentou levar adiante a criação de uma CPI para investigar as autoridades do futebol brasileiro, mas não teve sucesso.

Leia tudo sobre: cpiCBFfifacomissão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas