Após pedido das defesas, Sérgio Moro dispensou depoimentos de Renato Duque e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto

Agência Brasil

 Seis testemunhas de acusação no processo referente a 10ª fase da Operação Lava Jato serão ouvidas nesta segunda-feira (18) pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável, na primeira instância, pelos processos decorrentes da operação que investiga superfaturamento em contratos da Petrobras, pagamento de propina aos agentes e partidos políticos além de fraudes em contratos de publicidades de órgãos públicos.

Leia mais:

CPI da Petrobas vai a Londres ouvir depoimento de ex-diretor da SBM Offshore

Juiz fixa fiança de R$ 500 mil para soltar investigado na Operação Lava Jato

Sérgio Moro, juiz da Operação Lava Jato
Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
Sérgio Moro, juiz da Operação Lava Jato

Serão ouvidos hoje, os ex-executivos da empreiteira Camargo Corrêa Dalton dos Santos Avancini e Eduardo Hermelino Leite, que cumprem prisão domiciliar, em São Paulo, o advogado Carlos Alberto Pereira da Costa, que trabalhava na Empresa GDF Investimentos, do doleiro Alberto Youssef, Leonardo Meirelles, sócio da Labogen, Maurício Godoy e Marcos Pereira Berti, acusado de participar de reuniões do cartel de empreiteiras.

As oitivas estão marcadas para as 14h, na sede da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba. Após pedido das defesas, o juiz Sérgio Moro dispensou os depoimentos do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. Duque e Vacarri são réus na ação penal decorrente da 10ª fase da Lava Jato, deflagrada em março, ao lado do ex-gerente da diretoria de Serviços da Petrobras Pedro Barusco e do doleiro e operador do esquema, Alberto Youssef.

Políticos que estão na lista da Operação Lava Jato


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.