Câmara analisa projeto que prevê criação de banco de DNA de pedófilos

Por Agência Câmara |

compartilhe

Tamanho do texto

O projeto altera a Lei 12.037/09, que atualmente diz que a identificação criminal poderá incluir a coleta de material biológico para a obtenção do perfil genético do pedófilo

Agência Câmara

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 8041/14, que prevê a criação de um banco de DNA contendo as informações genéticas de pessoas que cometeram crimes sexuais contra crianças e adolescentes.

O projeto foi apresentado pela comissão parlamentar de inquérito (CPI) destinada a apurar denúncias de turismo sexual e exploração sexual de crianças e adolescentes, que funcionou na Câmara na legislatura passada.

O projeto altera a Lei 12.037/09, que hoje diz que a identificação criminal poderá incluir a coleta de material biológico para a obtenção do perfil genético. No caso de crimes sexuais praticados contra crianças e adolescentes, a obtenção de informações genéticas dos pedófilos e criação de banco de DNA específico será obrigatória.

Leia também:

Bispo que omitiu pedofilia de sacerdote renuncia ao cargo nos EUA

Padres que pregavam 'amor livre' para praticar pedofilia chocam Espanha

A ideia é facilitar a identificação de pedófilos recorrentes, conforme justificativa apresentada pela CPI.

O projeto será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família, de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, de Constituição e Justiça e de Cidadania e pelo Plenário.

Leia tudo sobre: projeto de leipedofiliapedófilosDNAbanco de DNA

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas