Aldo Rebelo estuda projetos que escaparão do corte do Orçamento

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ministro da Ciência e Tecnologia diz que prioridades da pasta estão sendo estabelecidas. Tarefa será concluída até sábado

Agência Brasil

Aldo Rebelo, ministro da Ciência e Tecnologia
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Aldo Rebelo, ministro da Ciência e Tecnologia

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, disse que está fazendo os cálculos dos projetos prioritários que serão preservados no seu ministério, após anúncio que o governo deverá fazer nos próximos dias o bloqueio de verbas no Orçamento Geral da União deste ano.

Rebelo disse que as prioridades da pasta ainda estão sendo estabelecidas, mas que deve concluir a tarefa até o próximo sábado (16). Nos próximos dias, a presidente Dilma Rousseff fará as últimas reuniões antes de anunciar o montante que não será utilizado pelos órgãos federais. Após ter sancionado o Orçamento, ela tem 30 dias para definir o corte, prazo que termina no dia 22 de maio.

Leia também:

Dilma Rousseff reúne ministros para definir corte no Orçamento

Câmara aprova emenda que estabelece Orçamento impositivo

“Vamos procurar preservar programas e atividades essenciais, que não podem sofrer interrupção na sua continuidade, mas em primeiro lugar é saber que o ajuste não é uma coisa eterna, não veio pra ficar. Estamos ajustando o que for necessário para nos adaptarmos às exigências do ajuste este ano, enquanto isso, vamos nos preparar para quando o país voltar a ter uma situação favorável ao crescimento e ao desenvolvimento”, disse Aldo Rebelo.

De acordo com o ministro, o período de cortes e ajustes é um momento “passageiro”. “O governo não vai ficar sem orçamento, o governo vai fazer um ajuste, mas o orçamento para as atividades existirá. Vai haver um contingenciamento, como sempre houve, talvez agora um pouco maior”, disse.

Leia tudo sobre: aldo rebeloorçamentociência e tecnologia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas