Deputado Hugo Motta definiu o cronograma das audiências, que serão realizadas no auditório da Justiça Federal

A CPI da Petrobras vai ouvir nesta segunda-feira o doleiro Alberto Youssef, o ex-diretor Nestor Cerveró e o lobista Fernando Soares (conhecido como Baiano), apontados como operadores do esquema de corrupção na estatal. As audiências vão acontecer em Curitiba.

Nesta segunda-feira (11), também serão interrogados outros quatro presos. São eles: Mário Góes (empresário acusado de ser operador), Guilherme Esteves de Jesus (acusado de ser operador financeiro do estaleiro Jurong), Adir Assad (dono de empresas de terraplanagem) e Iara Galdino (apontada como funcionária da doleira Nelma Kodama).

Leia mais:

CPI da Petrobras vai ouvir 13 presos da Lava Jato na próxima semana em Curitiba

Petrobras explica destruição de áudios de reuniões do Conselho de Administração

Na terça-feira, estão marcados os depoimentos da doleira Nelma Kodama, do operador René Luiz Pereira, dos ex-deputados Luiz Argôlo, André Vargas e Pedro Corrêa e do doleiro Carlos Habib Chater, dono do posto de gasolina em Brasília que deu nome à operação.

O presidente da comissão, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), definiu o cronograma das audiências, que serão realizadas no auditório da Justiça Federal a partir das 9h. Os presos serão escoltados por policiais federais até as dependências do Judiciário.

Conheça os políticos que estão na lista da Operação Lava Jato:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.