Indígenas cantam e dançam na Câmara em comemoração ao Dia do Índio

Por Agência Câmara * |

compartilhe

Tamanho do texto

Lideranças indígenas participam de audiência pública; deputados conclamam colegas a votarem contra PEC 215, que transfere para executivo decisão sobre demarcação de terras

Agência Câmara

Centenas de índios cantam e dançam no Plenário Ulysses Guimarães, da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (16), onde está sendo realizada audiência pública para ouvir lideranças indígenas e indigenistas que estarão em Brasília por ocasião do Abril Indígena, movimento que traz à capital representantes dos índios de todo o País, de modo a subsidiar a atuação do colegiado.

O evento foi solicitado pelo presidente da comissão, deputado Paulo Pimenta (PT-RS). “Durante o Abril Indígena, audiências, encontros e protestos são realizados com a finalidade de sensibilizar o poder Legislativo, o Executivo e o Judiciário, além de buscar visibilidade junto à opinião pública”, observa Paulo Pimenta.

Centenas de índios ocupam neste momento o Plenário Ulysses Guimarães, onde se inicia uma sessão solene em comemoração ao Dia do Índio
Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados (16.04.15)
Centenas de índios ocupam neste momento o Plenário Ulysses Guimarães, onde se inicia uma sessão solene em comemoração ao Dia do Índio

O deputado Nilto Tatto (PT-SP) disse que a população indígena tem um crescimento médio maior que a população brasileira, graças às terras que foram conquistadas nos últimos anos. “O Brasil já terminou essa fase de querer eliminar a diversidade cultural”, afirmou ele, conclamando os colegas a votar contra a PEC 215/00, que transfere do Executivo para o Legislativo a decisão sobre a demarcação de terras indígenas.

O deputado Vicentinho Júnior (PSB-TO) disse que a bancada que defende os povos indígenas na Câmara pode ser pequena, mas é aguerrida. Ele tranquilizou os índios presentes afirmando que essa bancada conseguirá sensibilizar os demais quanto à necessidade de rejeição da PEC 215/00.

Para o deputado Ivan Valente (Psol-SP), a PEC 215/00 é inconstitucional e foi proposta por aqueles que querem usar a motosserra nas terras indígenas. Segundo ele, o Brasil tem uma dívida sagrada com os índios, desde a época em que se propagou a varíola entre as populações indígenas. “Nós devemos organizar a resistência contra os ruralistas”, afirmou.

A ex-ministra do Meio Ambiente, que foi candidata à Presidência da República, Marina Silva, disse que se a PEC 215/00 for aprovada, nunca mais se criará uma terra indígena no País. Segundo ela, é uma “falácia” dizer que é mais democrático transferir para o Congresso a decisão sobre a demarcação de terras indígenas.

Ela citou que a PEC retira poderes do presidente da República e disse que, na sua opinião, os poderes do presidente são cláusula pétrea, que não podem sequer ser objeto de proposta de emenda constitucional. “Só mesmo uma nova Constituinte pode mudar isso”, disse.

“Eliminamos um milhão de índios a cada século no Brasil, e ainda queremos mais”, afirmou. Ela ressaltou que essa luta não é apenas dos índios, mas de todos que têm uma responsabilidade espiritual com a diversidade.

“Essa luta é crucial”, acrescentou ela, ao considerar que, nos últimos anos, há um esforço muito grande para reduzir as conquistas da agenda socioambiental. Marina Silva conclamou os parlamentares a votar contra a PEC.

Brancos acabam com terras indígenas

O cacique Raoni, líder da etnia caiapó, discursando em sua língua nativa, disse que os parlamentares têm que respeitar os povos indígenas.

“Aqui moravam os nossos ancestrais. Essa terra era dos nossos ancestrais. O Brasil foi invadido, e os brancos chegaram aqui acabando com nossas riquezas, estão matando todos os animais e estão acabando com nossa terra. Isso eu não gostei”, disse.

Ele afirmou também que nenhum indígena aceita a PEC 215/00, que transfere do Executivo para o Legislativo a decisão sobre a demarcação de terras indígenas. “Para que aprovar essa PEC?”, questionou.


Leia tudo sobre: índiosindígenasPEC 215

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas