Oposição deve apresentar pedido de CPI para investigar fundos de pensão

Por Agência Senado |

compartilhe

Tamanho do texto

Em atrito com o governo, senador petista Paulo Paim (RS) lembrou que Fundo Aeros levou 15 anos para receber contribuições

Agência Senado

Partidos de oposição podem apresentar na próxima semana no Senado Federal um pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para para investigar fundos de pensão.

Senador Paulo Paim (PT-RS) lembrou caso dos funcionários que contribuíram para o Fundo Aerus
Alan Sampaio / iG Brasília
Senador Paulo Paim (PT-RS) lembrou caso dos funcionários que contribuíram para o Fundo Aerus

Leia mais:

Senado instala CPI para investigar contas de brasileiros no HSBC

Graça Foster diz que Petrobras foi surpreendida pela Lava Jato

Para os senadores, as investigações podem contribuir para amenizar os prejuízos sofridos pelos trabalhadores. O senador Flexa Ribeiro (PSDB/PA), citou o rombo de R$ 5,6 bilhões do Postalis, fundo dos trabalhadores dos Correios. O tucano diz ainda que recursos desse fundo abasteceram empresas de Eike Batista e até a petroleira PDVSA, da Venezuela.

"Eles [os trabalhadores vão pagar por algo que não tiveram nenhuma responsabilidade", afirmou Flexa Ribeiro. 

Já o senador Paulo Paim, do PT gaúcho, citou o caso do Fundo Aerus, ao destacar que os trabalhadores das companhias aéreas levaram 15 anos para receber a contribuição que fizeram a vida inteira.

"Os trabalhadores do Fundo Aerus contribuíram, depois a Varig se apropriou do dinheiro do fundo e o trabalhador foi chamado para pagar a conta". Paim lembrou que os trabalhadores conseguiram reaver os recursos pela via judicial.

Leia tudo sobre: SenadoCPIfundos de pensãoPaulo PaimFlexa RibeiroPTPSDB

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas