Dilma escolhe Reynaldo Fonseca como desembargador para o STJ

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Desembargador irá substituir o ministro Arnaldo Esteves Lima, que se aposentou em julho do ano passado; informação foi confirmada pelo Ministério da Justiça nesta quinta-feira (02)

A indicação de Reynaldo Fonseca deverá ser publicada no Diário Oficial da União na segunda
Reprodução
A indicação de Reynaldo Fonseca deverá ser publicada no Diário Oficial da União na segunda

A presidenta Dilma Rousseff escolheu nesta quinta-feira (02) o desembargador federal Reynaldo Soares da Fonseca para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em substituição ao ministro Arnaldo Esteves Lima, que se aposentou em julho do ano passado. A informação foi confirmada pela assessoria do Ministério da Justiça.

Leia também:

"Reduzir a maioridade é ampliar a barbárie do sistema prisional", diz ministra

Empreiteira da Lava Jato atrasa Rodoanel e pode perder contrato até fim do mês

A indicação deverá ser publicada no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira (6). O nome de Fonseca, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), constava de uma lista tríplice apresentada pelo STJ, que incluía os também desembargadores federais João Batista Pinto Silveira (TRF4) e Joel Ilan Paciornik (TRF4).

A escolha foi confirmada no início da tarde. Pouco antes, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, esteve com Dilma no Palácio da Alvorada. Agora, o desembargador passará por sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, e, em seguida, terá de ser aprovado pelo plenário da Casa.

Fonseca nasceu em São Luís (MA). Em 1992, tornou-se juiz de direito substituto no Distrito Federal (DF). No ano seguinte, foi nomeado juiz federal substituto da 4.ª Vara da Seção Judiciária do DF. Em 2009, foi empossado no TRF1.


Leia tudo sobre: desembargadordilmareynaldo fonsecastj

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas