Grupo deixa 200 sacos de "dinheiro" no Congresso para pedir reforma política

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Manifestantes chamam financiamento de campanha de "distorção" e propõem eleições proporcional em dois turnos

Membros do grupo Coalização pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas deixaram 200 sacos de "dinheiro" em frente ao Congresso Nacional, na madrugada desta terça-feira (24).

Grupo deixa sacos de
AP
Grupo deixa sacos de "dinheiro" em frente ao Congresso Nacional (24.03.15)

A intenção da instalação é chama a atenção para o financiamento privado das candidaturas, que o grupo chama de "distorção". Além do fim do financiamento, o grupo também propõe eleições proporcionais em dois turnos, com paridade de sexo. 

Leia também: Na Câmara, PT apoiará proposta de reforma política da CNBB e da OAB

Suplicy diz que reforma política vai prevenir e corrigir erros de petistas

Instalação foi montada durante a madrugada (24.03.15)
Divulgação
Instalação foi montada durante a madrugada (24.03.15)

O ato faz parte da Semana de Mobilização pela Reforma Política Democrática, que acontece entre os dias 20 e 29 de março.

Além da instalação, o grupo organiza, ao lado de 110 entidades da sociedade civil, um abaixo assinado pedindo a reforma, que será levado ao Congresso quando atingir 1,5 milhão de adesões. A lista tem 500 mil assinaturas, diz o grupo.

Leia tudo sobre: congressosaco de dinheiroreforma política

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas