Manifestação: Prefeitura de SP diz que vai monitorar trânsito nesta sexta-feira

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

PM informou que prepara reforço para evitar confrontos entre grupos contrários; Metrô vai disponibilizar mais funcionários

Sem especificar quais mudanças serão implementadas nas rotas dos ônibus e nas ruas da região da avenida Paulista, a Prefeitura de São Paulo informou que vai monitorar o trânsito na região nesta sexta-feira (13) e domingo (15) para diminuir o impacto causado pelas duas manifestações agendadas. 

Organizadas por dois grupos contrários, as manifestações da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e de grupos anti-governo Dilma, estão marcada para o mesmo horário e local. 

Leia também: Sem endossar impeachment, PSDB declara apoio formal aos protestos

Camisetas, bonés e kit impeachment: moda para manifestantes custa até R$ 175

Ao iG, a SPTrans, empresa que monitora os ônibus na Capital,  informou que "está preparada para realizar desvios e alterações de itinerários de linhas de ônibus sempre que necessário". Informou ainda que "operações desse tipo só são deflagradas no momento em que ocorrem eventos ou manifestações para garantir a operação do transporte coletivo à população".

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que "vai monitorar as manifestações e, de acordo com a necessidade, fará alterações necessárias". 

Questionada sobre desvio de ônibus na região, a SPTrans enviou nota se limitando a dizer que "fará as alterações necessárias em itinerários de ônibus de acordo com a circunstância para assegurar o melhor atendimento aos usuários do transporte coletivo municipal". 

Já o Metrô informou que vai aumentar o quadro de funcionários operacionais e de seguranças nas estações mais próximas a avenida Paulista – como a linha 2-Verde e a linha 4-Amarela. Haverá também trens reservas preparados para entrar em operação, caso haja aumento na demanda. 

PM

As manifestações desta sexta-feira estão sendo promovidas por grupos contrários e foram agendadas para o mesmo horário, às 14h, no mesmo ponto da avenida Paulista, em frente ao escritório paulista da Petrobras.

Veja produtos do kit pró-impeachment:

Camiseta da grife Sérgio K custa R$ 129 e tem os dizeres "A culpa não é minha! Eu votei no Aécio". Foto: Divulgação"Kit Impeachment" do Revoltados On Line tem camisa polo, boné e adesivos por R$ 175. Foto: DivulgaçãoCamisa polo "Impeachment Já" do Revoltados On Line custa R$ 99,99. Foto: DivulgaçãoCamiseta "Impeachment Já" do Revoltados On Line custa R$ 50. Foto: DivulgaçãoCamiseta "Fora Dilma" do Revoltados On Line custa R$ 99,99. Foto: Divulgação

Uma das manifestações está sendo organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e tem a colaboração de entidades do movimento social e estudantil. A outra está sendo organizada por grupos como Revoltados OnLine, Movimento Vem pra Rua e Movimento Brasil Livre, que protestam contra o governo da presidente Dilma Rousseff. 

Para evitar confronto entre os dois grupos antagônicos, a Polícia Militar informou que "está preparando um reforço no policiamento em toda a cidade de São Paulo, com uma atuação mais específica nas áreas já identificadas de onde ocorrerão as maiores concentrações de pessoas, principalmente na avenida Paulista". Sem informar o número de agentes que atuarão na manifestação, a PM disse não descartar o desclocamento do efetivo para os locais de manifestação. 

A PM informou ainda que realizou uma reunião no último dia 9 com representantes das entidades que garantiram que "todos estarão nas ruas pacificamente e não aceitarão nenhum tipo de violência em seus movimentos". 

Serviço: 

As concentrações começam a partir das 14h desta sexta-feira. Segundo a programação dos organizadores, a Apeoesp (sindicato que representa os professores estaduais), realiza assembleia por melhorias de salário, em frente ao vão livre do Masp.  

Às 15h, em frente ao prédio da Petrobras, na Avenida Paulista, 901, começará a concentração dos organizadores do Dia Nacional de Luta. Uma hora depois, os militantes seguem para encontrar os professores que estarão no Masp. Juntos, os dois grupo seguirão para a Praça da República, na região central.

Já a manifestação organizada por grupos pró-impeachment vai se encontrar a partir das 15h em frente a Petrobras. 

Previsão do tempo

Os manifestantes deverão levar capa de chuva tanto na sexta-feira, quanto no domingo. Segundo o meteorologista Thomaz Garcia, do Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), da prefeitura, há previsão de chuvas fortes nos dois dias, principalmente no período da tarde. 

"Na sexta-feira, o dia será nublado, com aberturas de sol e temperaturas em gradual elevação, até 27ºC, 28ºC. Há previsão de chuvas generalizadas em toda a cidade no período da tarde. E potencial para alagamentos em alguns pontos", explicou. A previsão se mantém para o domingo. 

Leia tudo sobre: IGSPmanifestação pró-ImpeachmentMetroPMSPtransCET

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas