Protestos estão marcados para este domingo (15), contra o governo, em várias cidades do Brasil

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff voltou a afirmar, hoje (12), que manifestações são parte da democracia e devem ser recebidas com "absoluta tranquilidade", referindo-se aos protestos marcados para domingo (15), contra o governo, em várias cidades do Brasil. 

Dilma participou na manhã de hoje da inauguração de obras no terminal portuário no Rio de Janeiro.  

"Manifestação, no Brasil, a gente tem que olhar com absoluta tranquilidade. Todas as pessoas têm direito de se manifestar e criticar quem quer que seja", declarou a presidenta, condenando eventuais atos violentos em protestos. "Só [há] uma coisa que nenhum de nós pode aceitar, é que isso se transforme em violência contra pessoas ou contra o patrimônio público ou privado", completou.

Dilma lembrou que a violência em manifestações deixou vítimas como o cinegrafista da Band, Santiago Andrade, morto por rojão disparado em meio a um prostesto, no centro do Rio de Janeiro, em 2013. "Foi um momento muito triste em um ciclo de manifestações importantes e pacíficas até determinado momento".

"Pode se manifestar, deve se manifestar, faz parte do crescimento do país, do aprimoramento da cidadania. Agora, sem violência", frisou.                                                        

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.