Reuniões de coordenação política vão ter ministros de outros partidos, diz Dilma

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Atualmente, encontros são feitos apenas com ministros petistas; presidente diz que reuniões serão flexíveis

Agência Brasil

Presidente prometeu convidar Gilberto Kassab, Aldo Rebelo e Eliseu Padilha para reuniões (11.03.15)
Roberto Stuckert Filho/ Presidência da República
Presidente prometeu convidar Gilberto Kassab, Aldo Rebelo e Eliseu Padilha para reuniões (11.03.15)

A presidenta Dilma Rousseff confirmou nesta quarta-feira (11) que vai incluir ministros de outros partidos nas reuniões de coordenação política. Ela prometeu convidar membros de sua equipe como Gilberto Kassab (Cidades), do PSD, Aldo Rebelo (Ciência, Tecnologia e Inovação), do PCdoB, e Eliseu Padilha (Secretaria de Aviação Civil), do PMDB, para os encontros.

De acordo com a presidenta, a periodicidade dessas reuniões é flexível e pode ser semanal ou um pouco mais frequente, e que não ocorreram em 2014 por ter sido um ano eleitoral. “Ele [esse processo] sempre ocorreu e se institucionalizou”, disse Dilma, explicando que a cada semana um novo ministro pode ser chamado eventualmente. Atualmente, as reuniões são feitas com ministros petistas.

Dilma reitera confiança em Mercadante e nega rumor de mudança na Casa Civil

Governo estuda ‘desidratar’ Mercadante e entregar articulação ao PMDB

Em nota, Lula nega que tenha feito críticas a Mercadante

“Não há nenhuma modificação na coordenação política, a não ser o seguinte: nós vamos aumentar o número de pessoas e de partidos, obviamente. E vamos fazer um rodízio sistematicamente trazendo ministros novos para o debate. Vamos colocar na coordenação os ministros Kassab, Aldo Rebelo, Padilha. Vamos chamar eventualmente ministros para participar da discussão quando, principalmente, o assunto for correlato a ele”, declarou.

Dilma disse ainda que não há “nenhuma medida de modificação” sendo planejada na coordenação política do governo além das “já previstas”, como a da presença de ministros de outros partidos nas reuniões de coordenação política.

Leia tudo sobre: DilmaCoordenação política

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas