Pedido partiu dos deputados Lázaro Botelho e Sandes Júnior, de acordo com o líder do partido, Eduardo da Fonte (PP-PE)

Agência Câmara

Os deputados Lázaro Botelho (PP-TO) e Sandes Júnior (PP-GO), que são investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em casos relacionados à Operação Lava Jato, pediram afastamento dos cargos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras.

O deputado federal Sandes Júnior (PP-GO), um dos deputados que pediram afastamento
Divulgação
O deputado federal Sandes Júnior (PP-GO), um dos deputados que pediram afastamento

O pedido foi feito ao líder do Partido Progressista, Eduardo da Fonte (PP-PE), que também recebeu a solicitação de substituir Lázaro no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara.

Leia também:
Confira a lista de políticos envolvidos em escândalo
PP retira da CPI da Petrobras deputados citados na Lava Jato
Supremo envia à PF pedidos de investigação contra políticos da Lava Jato

Quem confirmou a informação foi o líder da minoria na Casa, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE). Segundo ele, o anúncio foi feito durante uma reunião de líderes.

Veja os políticos que estão na lista da Operação Lava Jato:

Botelho e Sandes fazem parte da lista de 47 políticos que tiveram a investigação aberta pelo STF a pedido da Procuradoria-Geral da República, na sexta-feira (6). Eles serão investigados por suposto envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras descoberto pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Nesta terça-feira (10), a CPI ouviu o depoimento de Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras e delator do esquema. A reunião da comissão foi encerrada no final da tarde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.