Com Renan e Eduardo Cunha, lista da Lava Jato é dominada por parlamentares

Por iG Brasília e iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

PP é o partido com mais integrantes entre os alvos de inquéritos, com 32 nomes; lista de políticos inclui os presidentes da Câmara e do Senado

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta sexta-feira a abertura de inquéritos para investigar políticos suspeitos de envolvimento  no esquema de desvios na Petrobras, desmantelado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal. A lista, que era aguardada desde o início da semana, tem os nomes de 47 políticos e é amplamente dominada por parlamentares. Entre os nomes de maior visibilidade, estão os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RN).

Aos 47 integrantes do chamado “núcleo político” da Lava Jato, se somam envolvidos no esquema ligados a empreiteiras e nomes apontados como os “operadores” do esquema. Nesta última categoria, enquadram-se, por exemplo, o tesoureiro do PT, João Vaccari, e Fernando Soares, o Fernando Baiano.

Na relação divulgada na noite desta sexta-feira, destacam-se nomes como a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney; o presidente do PP, Ciro Nogueira (PI); ex-ministros como Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Edison Lobão (PMDB-MA); e congressistas com forte atuação no Congresso, como Romero Jucá (PMDB-RR), Valdir Raupp (PMDB-RO), Humberto Costa (PT-PE), Lindbergh Farias (PT-RJ), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Fernando Collor (PTB-AL), entre outros. 

Leia também: Lava Jato: confira a lista de políticos envolvidos em escândalo

A maior parte dos acusados que se posicionou diante da investigação apontou desconhecimento das acusações e  disseram que vão aguardar até terem acesso aos detalhes do pedido.

O PP lidera com folga a relação. São 32 representantes da legenda entre os que tiveram inquéritos pedidos, entre eles o presidente do partido, Ciro Nogueira. A relação ainda é integrada por sete peemedebistas e seis políticos petistas, além de Vaccari. PSDB e PTB têm um integrante cada um na relação de investigados. 

 PP lidera lista da Lava Jato, com 32 integrantes investigados

No comunicado em que anunciou a lista de investigados, Zavascki afirmou que a abertura de inquérito não representa “juízo antecipado sobre autoria e materialidade do delito”, ressaltando o fato de as acusações terem sido feitas com base em depoimentos obtidos por meio de delação premiada de envolvidos no esquema de desvios da Petrobras. “Tais depoimentos não constituem, por si sós, meio de prova, até porque, segundo disposição normativa expressa, nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador (art. 4º, § 16, da Lei 12.850/2013)”.

O ministro do STF também também pediu o arquivamento de investigações contra políticos como o ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), além de Delcídio Amaral (PT-MS) e Alexandre dos Santos (PMDB-RJ).

Os 47 políticos da Lava Jato

PP
- Senador Ciro Nogueira (PI)
- Senador Benedito de Lira (AL)
- Senador Gladson Cameli (AC)
- Deputado Aguinaldo Ribeiro (PB)
- Deputado Simão Sessim (RJ)
- Deputado Nelson Meurer (PR)
- Deputado Eduardo da Fonte (PE)
- Deputado Luiz Fernando Faria (MG)
- Deputado Arthur Lira (AL)
- Deputado Dilceu Sperafico (PR)
- Deputado Jeronimo Goergen (RS)
- Deputado Sandes Júnior (GO)
- Deputado Afonso Hamm (RS)
- Deputado Missionário José Olímpio (SP)
- Deputado Lázaro Botelho (TO)
- Deputado Luis Carlos Heinze (RS)
- Deputado Renato Molling (RS)
- Deputado Renato Balestra (GO)
- Deputado Lázaro Britto (BA)
- Deputado Waldir Maranhão (MA)
- Deputado José Otávio Germano (RS)
- Ex-deputado e ex-ministro Mario Negromonte (BA)
- Ex-deputado João Pizzolatti (SC)
- Ex-deputado Pedro Corrêa (PE)
- Ex-deputado Roberto Teixeira (PE)
- Ex-deputada Aline Corrêa (SP)
- Ex-deputado Carlos Magno (RO)
- Ex-deputado e ex-vice governador João Leão (BA)
- Ex-deputado Luiz Argôlo (BA) (filiado ao Solidariedade desde 2013)
- Ex-deputado José Linhares (CE)
- Ex-deputado Pedro Henry (MT)
- Ex-deputado Vilson Covatti (RS)

PMDB

- Senador Renan Calheiros (AL), presidente do Senado
- Senador Romero Jucá (RR)
- Senador Edison Lobão (MA)
- Senador Valdir Raupp (RO)
- Deputado Eduardo Cunha (RJ), presidente da Câmara
- Deputado Aníbal Gomes (CE)
- Ex-governadora Roseana Sarney (MA)

PT

- Senadora Gleisi Hoffmann (PR)
- Senador Humberto Costa (PE)
- Senador Lindbergh Farias (RJ)
- Deputado José Mentor (SP)
- Deputado Vander Loubet (MS)
- Ex-deputado Cândido Vaccarezza (SP)

PSDB
- Senador Antonio Anastasia (MG)

PTB
- Senador Fernando Collor (AL)

Os operadores

- Fernando Soares, o Fernando Baiano

- João Vaccari Neto, tesoureiro do PT

 

*Com Luciana Lima, Mel Bleil Gallo, Vasconcelo Quadros, Paula Pacheco e David Shalom

Leia tudo sobre: Operação Lava JatoPTPMDBPPPTBPSDB

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas