Ministério Público pede redução de pena de Youssef em troca da delação premiada

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Youssef merece o benefício em troca das informações que foram prestadas no acordo de delação premiada, segundo MPF

Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) pediu nesta quarta-feira (10) a redução de pena, pela metade, para o doleiro Alberto Youssef, considerado operador financeiro do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato. O pedido é relacionado ao processo no qual o doleiro é acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Doleiro pode ter pena reduzida pela metade
Jeso Carneiro/Agência Senado
Doleiro pode ter pena reduzida pela metade

De acordo com os procuradores da força-tarefa que investiga o esquema, Youssef merece o benefício em troca das informações que foram prestadas no acordo de delação premiada firmado com MPF. Nos depoimentos, o doleiro apontou os políticos que receberam propina do esquema de desvios da Petrobras.

"Considerando que houve a colaboração efetiva de Youssef na investigação de diversos outros fatos, deve ele ser beneficiado com a diminuição da pena, que o MPF sugere em metade, respeitando-se os demais termos do acordo", sugere o órgão.

Somadas todas as nove fases da Operação Lava Jato, Youssef é réu em mais de dez ações penais.

Leia mais:
Delação acaba com tráfico de influência nos tribunais', diz advogado de Youssef
"Youssef criou o meu filho", afirma ex-amante do doleiro
Com acordo de delação premiada, Alberto Youssef pode recuperar até R$ 20 milhões

Leia tudo sobre: Operação Lava JatoYoussef

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas