Para Juca Ferreira, problema de Marta é com o PT e com Dilma

Por Luciana Lima -iG Brasília |

compartilhe

Tamanho do texto

O novo ministro da Cultura é acusado de irregularidades da pasta por sua antecessora, Marta Suplicy. Ele diz que ela quis “atingir Deus”, mas "acertou no padre da paróquia"

O ministro Juca Ferreira alfinetou Marta Suplicy
Vicente Seda/iG
O ministro Juca Ferreira alfinetou Marta Suplicy

Após tomar posse no cargo de ministro da Cultura, nesta segunda-feira (12), Juca Ferreira criticou a postura da senadora Marta Suplicy. A ex-senadora entregou à Controladoria-Geral da União (CGU) um dossiê que aponta irregularidades na gestão de Ferreira na pasta durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Eu sou um alvo eventual. Ela quis acertar em Deus e acabou acertando em um padre de uma paróquia”, disse o ministro que evitou dizer quem seria Deus em sua analogia.

Leia mais: Dilma confirma Juca Ferreira no Ministério da Cultura

Marta Suplicy critica nomeação de Juca Ferreira como ministro da Cultura

Em posse, Juca Ferreira diz que vai pedir recurso do pré-sal para cultura

“Eu não sei, pergunte a ela”, reagiu o ministro após tomar posse no cargo com um discurso contrário ao domínio da indústria de cultura sobre as verbas de financiamentos públicas. “O problema dela é com o partido dela e é com a presidente da República”, disse o ministro recém-empossado.

O ministro disse ainda que Marta não foi tão boa ministra quanto foi boa prefeita de São Paulo.

“Quando voltei do exílio, quase 30 anos atrás, a Marta tinha um programa de televisão e eu virei fã dela pela coragem de defender a sexualidade feminina e o direito ao orgasmo da mulher, coisa que era uma tabu no Brasil. Tinha toda uma campanha contra ela. Depois minha admiração cresceu quando ela foi prefeita de São Paulo, foi uma boa prefeita de São Paulo”, elogiou. “Eu diria que não foi tão boa como ministra, como foi como prefeita”, alfinetou Juca Ferreira.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas