Tereza Campello é reconduzida e diz que Bolsa Família permanece sem cortes

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em discurso de posse, ministra registrou as ações realizadas pelo ministério, como a antecipação do cumprimento de metas do Programa Brasil sem Miséria

Agência Brasil

Na cerimônia de posse, Tereza Campello enfatiza investimentos na área social
Agência Brasil
Na cerimônia de posse, Tereza Campello enfatiza investimentos na área social

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, foi reconduzida nesta quarta (7) ao cargo. No fim da cerimônia, em entrevista aos jornalistas, ela disse que o Programa Bolsa Família não sofrerá cortes e que o MDS, com outros Ministérios, fará parte de um esforço para redução de gastos.

“Existe um esforço conjunto de reduzir custos da maquina administrativa. Sempre é possível melhorar o gasto público. Faremos parte do esforço, sem reduzir direitos. Esta é a orientação da presidenta”, salientou.

Leia também:

Maior desafio é combater preconceito contra pobre, diz ministra do Bolsa Família
Equilíbrio das contas públicas é indispensável ao desenvolvimento, diz Levy
Dilma Rousseff diz que fará mudanças na economia sem sacrificar direitos

Sobre as conquistas dos últimos anos, Tereza Campello enfatizou o investimento na área social. Para este ano, estão previstos cerca de R$ 70 bilhões. A ministra também chamou atenção para áreas onde os recursos são gastos, como acesso à água, qualificação profissional e educação. “Acho que o grande legado dessa ação conjunta é o trabalho intersetorial com as áreas de saúde e educação”, ressaltou a ministra 

Entre os desafios da pasta para os próximos quatro anos de governo, ela destacou a geração de oportunidades. “Temos um desafio grande com a qualificação profissional, porque nos interessa aproximar cada vez mais o público da qualificação profissional com as vagas de emprego no Brasil”.

Outro destaque foi a luta contra o preconceito à população mais pobre. “Há um esforço para reduzir o preconceito contra a população pobre, que é trabalhadora e quer oportunidades. Este esforço é de todo Brasil”.

No discurso de posse, Tereza Campello registrou as ações realizadas pelo ministério. Lembrou, por exemplo, a antecipação do cumprimento de metas do Programa Brasil sem Miséria. “Fizemos tudo que nos comprometemos a fazer. Aliás, fizemos mais do que prometemos. Batemos todas as metas antes do prazo”, concluiu.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas