Sartori venceu no segundo turno o candidato do PT, Tarso Genro, que tentava a reeleição, com 61,21% dos votos válidos, enquanto petista obteve 38,79%

Agência Brasil

.Ivo Sartori (PMDB), governador eleito no Rio Grande do Sul
Agência Brasil
.Ivo Sartori (PMDB), governador eleito no Rio Grande do Sul

A cerimônia que deu posse a Ivo Sartori (PMDB), governador eleito no Rio Grande do Sul, teve início às 14h20 na Assembleia Legislativa gaúcha. Em seguida, o cargo foi transmitido de Tarso Genro (PT) para Sartori, em uma solenidade no Palácio Piratini, sede do governo.

O peemedebista defendeu, em seu discurso, mudanças nos processos de gestão. “Não podemos correr o risco de sermos um Estado velho em um mundo moderno. É preciso ter um olhar de prioridade, de simplicidade e de eficiência. Fazer um acompanhamento de quem está lá na ponta, o cidadão. É onde a vida acontece”, disse.

O novo governador falou também sobre a necessidade de melhorar indicadores nas áreas de educação, saúde e segurança pública. Defendeu ainda a adoção de novas modalidades de contratos do setor público com o privado. “Precisamos melhorar a competitividade, a infraestrutura, precisamos destravar o Rio Grande. Isso só vai ser possível com novo olhar de gestão no estado”, declarou.

Sartori venceu no segundo turno o candidato do PT, Tarso Genro, que tentava a reeleição. O candidato do PMDB saiu vitorioso com 61,21% dos votos válidos, enquanto petista obteve 38,79%.

José Sartori, 66 anos, nasceu em Farroupilha (RS) e formou-se em filosofia pela Universidade de Caxias do Sul. Foi também em Caxias que ele começou a carreira política, tornando-se vereador em 1976. Posteriormente, em 2004, elegeu-se prefeito da cidade, sendo reeleito em 2008.

Nas décadas de 1980 e 1990, Sartori ocupou o cargo de deputado estadual por cinco mandatos consecutivos. Ele terá como vice-governador José Paulo Cairoli (PSD).

FOTOS: Veja imagens das cerimônias de posse pelo País:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.