Alckmin toma posse de seu quarto mandato no governo de São Paulo

Por Vitor Sorano - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Conduzida pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado, cerimônia também empossou vice, Márcio França

Reeleito para governar São Paulo em outubro de 2014, o tucano Geraldo Alckmin tomou posse na manhã desta quinta-feira (1º) de seu quarto mandato para comandar o Estado mais rico do País. Realizada na Assembleia Legislativa (Alesp), na zona sul da capital, a cerimônia também empossou o vice-governador, Márcio França (PSB). 

A cerimonia foi conduzida pelo deputado Samuel Moreira (PSDB). Depois de empossado, Alckmin dará posse ao sua equipe de secretários no Palácio dos Bandeirantes, sede e residência oficial do governo de São Paulo.

Em cerimônia rápida, Alckmin tomou posse, às 10h37, fazendo um juramento, onde prometeu cumprir tanto a Constituição do Brasil quanto a de São Paulo.  

"Prometo cumprir e fazer e fazer cumprir a Constituição Federal e a do Estado e observar as leis", disse o governador empossado.  A mesma frase foi repetida pelo vice-governador.  

Veja fotos das posses dos governadores pelo Brasil: 

Pedro Taques assume governo do Mato Grosso com a promessa de "nova política de tributação". Foto: José Medeiros/SECOM"São Paulo não pode esperar um dia, um minuto, para oferecer ao país a sua parcela de luta", discursou Geraldo Alckmin na posse. Foto: DivulgaçãoAo lado do presidente da Samuel Moreira (PSDB), Geraldo Alckmin ouve o Hino Nacional antes da posse . Foto: Reprodução/TV CulturaGeraldo Alckmin (PSDB) discursa logo após tomar posse de seu quarto mandato no governo de São Paulo . Foto: Vitor SoranoDe mãos dadas com a mulher Lu Alckmin, Geraldo Alckmin acena para convidados ao chegar na Assembleia Legislativa de São Paulo . Foto: Vitor SoranoO governador Geraldo Alckmin (PSDB) deixa o Palácio do Bandeirantes em direção à Assembleia Legislativa para tomar posse ao quarto mandato para governar o Estado. Foto: DivulgaçãoGeraldo Alckmin posa com a primeira-dama Lu Alckmin e com seus três filhos. Foto: DivulgaçãoGovernador reeleito do Acre, Tião Viana (PT), lê seu juramento durante a cerimônia de posse na Assembleia Legislativa do Acre. Foto: Fotos PúblicasGovernador reeleito do Acre, Tião Viana (PT), lê seu juramento durante a cerimônia de posse na Assembleia Legislativa do Acre. Foto: Fotos Públicasui Costa toma posse do cargo de governador da Bahia na manhã desta quinta-feira (1), em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa. Foto: Futura PressFernando Pimentel foi empossado nesta quinta-feira (01) em cerimônia na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Foto: Fotos PúblicasFernando Pimentel toma posse como governador de Minas Gerais na Assembleia Legislativa. Foto: Fotos Públicas Governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB) participa de missa, antes da cerimônia de posse, na manhã desta quinta-feira (1). Foto: Futura PressFrancisco Dornelles assumiu como vice-governador do Estado do Rio na manhã desta quinta-feira, 1º de janeiro de 2014
. Foto: Bruno de Lima / Agência O DiaGovernador eleito no Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão assume seu mandato
. Foto: Bruno de Lima / Agência O Dia

Alckmin também fez um breve discurso no encerramento da cerimônia. "Muito avançamos, mas de nada adianta se não continuarmos seguindo adiante, enfrentando os desafios permanentes", declarou o tucano. "São Paulo não pode esperar um dia, um minuto, para oferecer ao país a sua parcela de luta", completou o governador.

Mais: Alckmin mantém sete secretários nos cargos e confirma mais dois novos nomes

Pouco antes de tomar posse, Alckmin posou para fotos com a primeira-dama Lu Alckmin e seu três filhos no Palácio dos Bandeirantes. Às 9h50, o governador entrou na Alesp de mãos dadas com a mulher.

Trajetória

Em 1995, Alckmin foi eleito vice-governador na chapa do tucano Mario Covas, seu grande padrinho político. Com a morte de Covas, em 2001, ele assumiu o governo paulista, conseguindo um segundo mandato em 2002. 

Depois de ser derrotado nas eleições para a Presidência da República, 2006, e para prefeitura de São Paulo, em 2008, Alckmin foi eleito para o seu terceiro mandato no Palácio dos Bandeirantes, em 2010. 

Paulista de Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, Alckmin foi eleito para o quarto mandato ainda no primeiro turno, com 57,31% do votos válidos, num total 12.230.807 de eleitores.  

Leia tudo sobre: PolíticaGeraldo Alckmingoverno de São Pauloalesp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas