Dilma anuncia Cid Gomes para o comando do Ministério da Educação

Por Marcel Frota , iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Foram anunciados também os novos titulares das pastas Ciência e Tecnologia, Secretaria dos Portos, Minas e Energia, Secretaria da Aviação, Esporte, Cidades, Pesca, Defesa, Agricultura, Igualdade Racial, CGU e Turismo

A presidente Dilma Rousseff anunciou, no início da noite desta terça-feira (23), no Palácio do Planalto, os nomes de 13 ministros que farão parte do primeiro escalão de seu governo a partir do começo do segundo mandato, em 1º de janeiro. A chefe do Executivo já havia prometido durante café da manhã realizado com jornalistas, na segunda (22), que anunciaria todos os nomes dos novos ministros até 29 de dezembro. 

Veja quem são os ministros anunciados pela presidente Dilma Rousseff:

Cid Gomes (PROS) é o novo ministro da Educação. Foto: Agência BrasilKátia Abreu (PMDB) foi confirmada no Ministério da Agricultura. Foto: Agência SenadoO ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab comandará o Ministério das Cidades. Foto: igAldo Rebelo será o ministro da Ciência e Tecnologia. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaJacques Wagner comandará a pasta da Defesa. Foto: tvigHelder Barbalho chefiará o ministério da Pesca. Foto: Igor Mota/Futura PressRicardo Berzoini é ministro das Secretaria de Relações Institucionais . Foto: Allan Sampaio/iG Brasília Eliseu Padilha será o novo ministro da Aviação Civil. Foto: DivulgaçãoVinicius Lages é ministro do Turismo. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaValdir Simão ficará no comando da Controladoria Geral da União. Foto: DivulgaçãoNilma Lino Gomes cuidará da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Foto: Agencia Brasil/reproduçãoGeorge Hilton foi confirmado para o ministério do Esporte. Foto: DOUGLAS GOMES/DIVULGAÇÃOEduardo Braga comandará o Ministério de Minas e Energia. Foto: Edmar Barros/Futura Press

Um dia depois, no entanto, a presidente resolveu adiantar os trabalhos e revelar alguns dos nomes escolhidos: dos novos titulares da Educação, Ciência e Tecnologia, Secretaria dos Portos, Minas e Energia, Secretaria da Aviação, Esporte, Cidades, Pesca, Defesa, Agricultura, Igualdade Racial, CGU e Turismo.

Leia mais:
Dilma mobiliza equipe para fechar mapa de novo ministério
Conheça mais sobre Joaquim Levy, novo ministro da Fazenda

O governador do Ceará, Cid Gomes (PROS), assumirá o comando de uma das principais pastas da Esplanada, o Ministério da Educação. Ele substituirá José Henrique Paim, que estava à frente do ministério desde o dia 3 de fevereiro, quando o então Ministro Aloizio Mercadante (PT-SP) deixou o posto rumo à Casa Civil.

Com prestígio depois de fazer seu sucessor no governo da Bahia, o ex-governador Jacques Wagner (PT-BA) chefiará o Ministério da Defesa, substituindo Celso Amorim. Autor do polêmico projeto que acabou com a portabilidade do tempo de TV e das verbas do fundo partidário para parlamentares que migram de partido, o deputado Edinho Araújo (PMDB-SP) será o ministro dos Portos. Ele assume o posto no lugar de Cesar Borges.

Aldo Rebelo será o ministro da Ciência e Tecnologia. O atual líder do governo no Senado, Eduardo Braga, comandará o Ministério de Minas e Energia. George Hilton foi confirmado para o ministério do Esporte. O ex-prefeito paulistano, Gilberto Kassab comandará o Ministério das Cidades. Katia Abreu foi confirmada para a Agricultura (seu nome já estava praticamente acertado desde o primeiro anúncio da reforma ministerial). Nilma Lino Gomes cuidará da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial). Valdir Simão ficará no comando da Controladoria Geral da União.

Leia também:
Governistas apostam em novo ministério para se reaproximar de Dilma
Joaquim Barbosa diz que Ministério Público não é órgão de assessoria
Senador Armando Monteiro é nomeado ministro do Desenvolvimento

Fecharam os anúncios de Dilma nesta terça-feira outras três pastas. Vinicius Lage, atual ministro do Turismo, continuará a frente da pasta. Eliseu Padilha será o novo ministro da Aviação Civil. Ele assumirá em substituição a Moreira Franco. O filho do senador Jader Barbalho, Helder Barbalho, chefiará o ministério da Pesca. A pasta era comandada pelo PRB, com Eduardo Benedito Lopes, que substituiu Marcelo Crivella. Crivella deixou a pasta para disputar o governo do estado do Rio de Janeiro, disputa em que acabou derrotado.

Veja mais informações sobre os nomes anunciados pelo Planalto:

Ministério da Educação: Cid Gomes

Ministério das Cidades: Gilberto Kassab

Ministério da Defesa: Jacques Wagner

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Kátia Abreu 

Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial: Nilma Lino Gomes

Controladoria Geral da União: Valdir Simão

Ministério do Turismo: Vinicius Lages 

Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação: Aldo Rebelo 

Secretaria de Portos: Edinho Araújo

Ministério de Minas e Energia: Eliseu Padilha

Ministério do Esporte: George Hilton

Secretaria de Aquicultura e Pesca: Helder Barbalho

Ministério de Minas e Energia: Eduardo Braga

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas