Carvalho foi oito anos chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e esteve quatro anos no comando da Secretaria-Geral

Agência Brasil

Gilberto Carvalho assumirá a presidência do Conselho Nacional do Sesi
Agência Brasil
Gilberto Carvalho assumirá a presidência do Conselho Nacional do Sesi

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, deixará o governo depois de 12 anos e anunciou nesta quinta-feira (18) que assumirá a presidência do Conselho Nacional do Sesi, a partir de fevereiro de 2015, após oito anos como chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e quatro anos no comando da Secretaria-Geral.

Carvalho disse que já começou a transição com o futuro ministro da pasta, Miguel Rosseto, que ainda não foi confirmado oficialmente pela presidenta Dilma Rousseff. “Estou fazendo a transição com o Rosseto. Está indo muito bem. Estou muito feliz com a vinda do Rosseto, ele tem condições não só de dar conta, mas também de ampliar o trabalho feito aqui”, avaliou. Segundo Carvalho, ele e Rosseto são amigos desde a década de 1980.

LEIA:  Dilma deixou a desejar no diálogo com sociedade, diz ministro Gilberto Carvalho

Um dos primeiros desafios do novo ministro da Secretaria-Geral, responsável pela articulação do governo com a sociedade e movimentos sociais, será garantir a retomada da discussão sobre o decreto que regulamenta a participação social, derrubado pela Câmara, em outubro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.