Presidente do PT chama militância para a rua contra os "coxinhas"

Por Luciana Lima , iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Para Falcão, tucanos não saíram do palanque e têm organizado a direita conservadora que tinha medo de mostrar a cara

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, ao participar do lançamento do congresso do partido, conclamou os petistas a saírem às ruas e ocuparem um espaço que atualmente está sendo ocupado pelos “coxinhas”.

Divulgação PT Nacional
O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores: "nascemos na rua e não temos medo dela"

“Não podemos permitir que os coxinhas ocupem a Avenida Paulista e a gente não esteja na rua”, conclamou. "Nós também sabemos ocupar as ruas. Nascemos na rua e não temos medo da rua."

Leia também:
Pela internet, Aécio convoca mais uma manifestação anti-governo em São Paulo
Manifestantes pró-Ditadura e pró-Aécio começam concentração na Paulist
Manifestação em SP pede impeachment de Dilma Rousseff e intervenção militar

Ao discursar, Falcão disse que os tucanos “não saíram do palanque” e estão trabalhando para recompor o campo da direita conservadora que quer romper com a “normalidade democrática”.

Veja fotos de protesto que gritou pelo impeachment de Dilma Rousseff:

Manifestação na avenida Paulista reuniu cerca de 1.500 pessoas contra Dilma Rousseff. Foto: Fernando Zamora/Futura Press1°.nov.2014 - Protesto contra Dilma Rousseff na avenida Paulista neste sábado (1°). Foto: Fernando Zamora/Futura PressManifestação na avenida Paulista reuniu cerca de 1.500 pessoas contra Dilma Rousseff. Foto: Fernando Zamora/Futura PressO cantor Lobão participou de protesto contra a presidente Dilma Rousseff. Foto: Fernando Zamora/Futura PressEntre manifestantes, há faixas de apoio ao exército e com pedidos de intervenção militar. Foto: Fernando Zamora/Futura Press

“Parece que não fomos nós que ganhamos a eleição. Um senador derrotado em Minas e no Brasil não sai do palanque. Eles estão reconstituindo uma direita que não tinha coragem de mostrar a cara. A direita tem direito de se manifestar, desde que ela não tenha a intenção de romper a normalidade democrática, por mais atrasado que seja o seu pensamento”, disse.

O presidente do PT afirmou que o partido adotará uma postura de intolerância com a corrupção e que cada militante deve defender todas as ações anticorrupção implementadas pelos governos petistas.

“Quem sair da linha, nós vamos aplicar o estatuto”, disse Falcão. Vamos listar coisas que nosso governo fez de combate a corrupção. Nós temos um lastro muito grande de combate à corrupção”, disse.

Leia tudo sobre: rui falcãoptpsdbaéciocoxinhadilma

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas