Diretor da Camargo Corrêa preso passa mal e é internado em Curitiba

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a assessoria do Hospital Santa Cruz, ele chegou de ambulância, escoltado pela Polícia Federal, está sob custódia e não tem parentes ou advogados acompanhando

Agência Brasil

O diretor-vice-presidente da empreiteira Camargo Corrêa Eduardo Hermelino Leite, um dos presos da Operação Lava Jato, passou mal e foi internado às 19h30 dessa sexta-feira (21). Segundo a assessoria do Hospital Santa Cruz, ele chegou de ambulância, escoltado pela Polícia Federal, está sob custódia e não tem parentes ou advogados acompanhando.

Hermelino Leite estava preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba quando passou mal. Segundo boletim médico, o executivo teve um quadro de hipertensão, mas agora passa bem. Ele está com a pressão adequada, controlada por remédios e continua internado para exames complementares a serem feitos ainda hoje. Não há previsão de alta.

Na quarta-feira (19), o executivo – acusado de pagar propina para conseguir contratos com a Petrobras, manteve silêncio durante depoimento prestado na Superintendência da PF.

Leia tudo sobre: Camargo Corrêaoperação lava jato

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas