Em nota, tucanos contestam declarações do ministro da Justiça

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

José Eduardo Cardozo disse que oposição estava usando Operação Lava Jato com viés eleitoral

O PSDB emitiu nota na tarde deste sábado (15) na qual lamenta a fala do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, que acusou a oposição de tentar faturar politicamente com os desdobramentos da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga desvios na Petrobras.

Divulgação
Tucano Aécio Neves assina nota em que tucanos atacam postura do governo

A nota assinada pelo presidente nacional Aécio Neves afirma que "o PSDB lamenta que, neste momento, o Governo Federal, através de suas autoridades, insista tentar em dar tratamento político a um caso que é, eminentemente, de polícia".

Leia mais: Cardozo acusa oposição de usar Lava Jato como arma eleitoral

PF prende ex-diretor da Petrobras e mais 17 envolvidos na Operação Lava Jato

O texto informa ainda que tanto o partido quanto as oposições entendem que é fundamental não apenas é importante responsabilizar os diretores da Petrobras "que se transformaram em operadores do esquema, ou empresas que dele participaram" mas igualmente identificar e punir os agentes públicos que permitiram o aparelhamento da estatal. 

O PSDB lamenta que, neste momento, o Governo Federal, através de suas autoridades, insista tentar em dar tratamento político a um caso que é, eminentemente, de polícia.

Veja imagens da Lava Jato:

Doleiro Alberto Yousseff segue preso por outras acusações 21 10 2014. Foto: Jeso Carneiro/Agência SenadoPF apreende farta quantia de reais e dólares no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação/Polícia FederalPF apreendeu grande quantidade de dinheiro em cofre na cidade de Londrina, no Paraná. Foto: Divulgação/Polícia FederalEntre os crimes investigados estão contrabando de pedras preciosas e desvios de recursos públicos. Foto: DivulgaçãoSão cumpridas também ordens de seqüestro de imóveis de alto padrão, além da apreensão de patrimônio adquirido por meio de práticas criminosas. Foto: DivulgaçãoCarro de luxo apreendido pela PF. Foto: DivulgaçãoEntre os bens apreendidos, foram encontradas obras de arte no Paraná. Foto: Divulgação/PFPosto de combustível no DF onde foram feitas apreensões. Foto: Divulgação/PFOperação Lava Jato da Polícia Federal. Foto: Divulgação

Não contribui para o livre encaminhamento das investigações a injustificada iniciativa do ministro da Justiça de abrir inquérito contra delegados da Polícia Federal que participam da operação, pelo simples fato de terem exercido o direito constitucional de manifestação política em suas redes sociais privadas.

Liminar

O plantão judiciário da Justiça Federal do Paraná derubou nesta tarde a primeira liminar em habeas corpus protocolado pela defesa do diretor da Camargo Correa, Eduardo Hermelino Leite, que pedia o relaxamento da prisão.

A Pf confirmou também que, diferentemente do informado pelo ministro José Eduardo Cardozo, s'ao 20 e não 19 os presos na Operação Lava Jato.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas