Eleições no Congresso evidenciarão os dois lados do PMDB

Por Marcel Frota , iG Brasília |

compartilhe

Tamanho do texto

Defendendo teses diferentes no apoio ao PT, vice-presidente do País, Michel Temer, e líder da bancada na Câmara, Eduardo Cunha, são os pivôs de um partido cada vez mais dividido

A escolha dos novos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal deverá ser o primeiro capítulo em que PT e PMDB se enfrentarão. Enquanto no Senado a questão é mais bem resolvida, o PMDB indicará o presidente por ter a maior bancada. Na Câmara, o choque dos aliados promete render e provocar os ânimos no grupo que concentra os maiores defensores do divórcio entre PMDB e PT.

Veja memes da vitória da campanha de Dilma Rousseff à Presidência:

Quem lembra dessa imagem? A pose de Dilma foi entendida como uma mensagem subliminar sobre o fatídico 7x1. Ele voltou!. Foto: ReproduçãoMeme brinca com a tristeza dos eleitores de Aécio Neves, que podem chorar na Cantareira (que está precisando de bastante água, por sinal). Foto: Reprodução'Conservas', ou conservadores, choram após a reeleição de Dilma Rousseff. Foto: ReproduçãoLobão disse que iria embora do Brasil caso a petista se reelegesse. Já existe até evento no Facebook para ajudar o músico nessa empreitada. Foto: ReproduçãoSerá que ele vai mesmo?. Foto: ReproduçãoTweet brinca com a seca da Cantareira e o 'choro' dos tucanos. Foto: ReproduçãoMontagem de Lula com a gargalhada inconfundível: ele sabia de tudo. Foto: ReproduçãoO músico Roger, do Ultraje a Rigor, provavelmente vai acompanhar Lobão na fuga do Brasil. Foto: Reprodução'Aécio, você não pode sentar com a gente' é uma releitura da frase clássica do filme 'Garotas Malvadas'. Foto: Reprodução'Suas lágrimas são deliciosas' diz meme, sobre o choro dos tucanos. Foto: ReproduçãoLobão foi 'homenageado' em diversos memes nas redes sociais. Foto: ReproduçãoO inconsolável senhorzinho da Copa do Mundo segura uma pequena estátua do Aécio, em vez da taça. Foto: ReproduçãoInternautas asseguram: o choro é livre. Foto: ReproduçãoTweet brinca com a chamada 'Lula e Dilma sabiam de tudo'. Foto: ReproduçãoSe o choro é livre, a gargalhada também é. Foto: ReproduçãoEntendedores entenderão: Dilma no trono dos Reis dos Setes Reinos, da série Game of Thrones. Foto: ReproduçãoMeme do vídeo do acidente de lancha 'Meu óculos'. Juliana, você viu meus votos?. Foto: ReproduçãoMontagem mostra Lula e Dilma debochando de Aécio. Bullying!. Foto: Reprodução'I came in like a wrecking ball', diz Dilma para Aécio, em montagem de clipe da cantora Miley Cyrus. Foto: Reprodução'Uai We Can' dizia a camiseta do estilista Sérgio K. Pelo jeito, we can't. Foto: Reprodução

A discussão sobre a indicação do PMDB para o comando da Mesa do Senado dependerá de costura para definição do novo ministério de Dilma Rousseff. O atual presidente da Casa, Renan Calheiros, não é certeza quando o assunto é a escolha do próximo presidente. Não há, entretanto, expectativa de conflitos exacerbados, já que a Casa abriga os principais aliados do vice-presidente Michel Temer e sua tese de apoio ao PT.

Leia mais:
PMDB pretende endurecer a relação com o governo

Na Câmara, a história será diferente, já que a bancada do PMDB têm muitos rebeldes em suas fileiras, liderados por Eduardo Cunha, que resistem à ideia de apoio à presidente Dilma. Cunha será indicado pelo PMDB para a presidência da Casa e certamente enfrentará uma indicação petista, que não abre mão da disputa.

Atualmente, os nomes petistas mais fortes nesse páreo são Marco Maia (RS) e Arlindo Chinaglia (SP). Controlar a Mesa Diretora significa controlar a pauta de votações da Câmara, algo que o PT não quer nas mãos do maestro da rebeldia no PMDB.

Leia também:
PMDB já pressiona Dilma com nova CPI

Confira quem são os principais personagens do PMDB governista e rebelde que tensionarão o partido nessa relação com o PT e Dilma:



Leia tudo sobre: pmdbmichel temerptdilma rousseffeleiçõescongresso

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas