Perillo comemora vitória e diz que Dilma terá de "juntar cacos" de país dividido

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Candidato do PSDB foi reeleito para o governo de Goiás com mais de 57% dos votos diante de Iris Rezende, do PMDB

Agência Brasil

Marconi Perillo foi recebido com festa na Praça Cívica, no centro de Goiânia. Cerca de 300 pessoas, de acordo com a Polícia Militar (PM) se reuniram e festejaram a reeleição do governador tucano. É a quarta vez que Perillo ele é eleito governador de Goiás, um recorde no estado. Após confirmada a reeleição, com 57,51% dos votos válidos, ele deixou a casa da família, onde acompanhou a apuração, em Pirenópolis, e foi para o Palácio das Esmeraldas, residência oficial, localizada na praça.

Infográfico: PMDB termina eleições com mais governadores. Veja quem foi eleito

Facebook/Marconi Perillo
Marconi Perillo, do PSDB, participa de missa no domingo do segundo turno das eleições

Em entrevista à imprensa, Perillo prometeu aos goianos fazer um governo melhor. “Vou trabalhar dia e noite para ser um bom governador. Tenho certeza que farei um grande governo, melhor ainda do que esse. Nós não encontraremos agora a dificuldade que encontramos no passado”. Perillo também agradeceu a todos que foram às urnas e também àqueles que votaram em seu adversário Iris Rezende. “Isso faz parte do processo democrático”, disse.

Perillo também parabenizou a reeleição de Dilma Rousseff à Presidência da República. Ele enfatizou, no entanto, que ela terá que “juntar os cacos” de um país “dividido”. “No Brasil, a presidente Dilma terá todo um trabalho para juntar os cacos. Hoje temos um Brasil no Norte e Nordeste e um Brasil no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Essa divisão tem que ser superada, sob pena dela própria enfrentar muitas dificuldades daqui para frente”.

Resultado das eleições: Marconi Perillo é reeleito governador de Goiás

Nas ruas de Goiânia as manifestações de apoio à reeleição de Dilma foram discretas. Carros com bandeiras e adesivos transitavam, em uma celebração silenciosa. Na própria Praça Cívica, onde um carro de som comandava a festa, com direito a show de uma dupla sertaneja, um homem erguia uma bandeira vermelha do PT.

Após falar com a imprensa, Perillo e sua família saudaram o povo na sacada do Palácio das Esmeraldas, sob ovação dos presentes e fogos de artifício. Ouviu-se, inclusive, gritos de “Marconi Presidente”, ao que o governador reeleito disse: “2018 está muito longe ainda”.

A festa na Praça Cívica foi o encerramento de um dia tranquilo de votação no estado. O presidente do Tribunal Regional (TRE), Walter Lemes, ficou satisfeito com a eleição no segundo turno. “No primeiro turno tivemos alguns problemas, que foram solucionados com a colaboração de todos os mesários, servidores, polícias Militar, Federal e Civil. Tivemos um aparato muito completo que possibilitou esse preparo”, disse. Foram, no total, 41 urnas substituídas em todo o estado.

A Polícia Militar também se mostrou satisfeita. Segundo o comandante-geral da Polícia Militar, Silvio Benedito, houve uma diminuição de 50% nas prisões de eleitores. Foram 43, a maioria por prática de boca de urna. Dois foram detidos por tirar fotos na cabine de votação. Um homem está sendo procurado pela Polícia Federal por utilizar cola em uma das teclas da urna.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas