Governador de Mato Grosso do Sul, Azambuja coloca saúde como prioridade

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Reinaldo Azambuja, de 51 anos, foi eleito com 741,5 mil votos, cerca de 143 mil a mais que seu oponente, Delcídio Amaral (PT)

Agência Brasil

A saúde foi definida por Reinaldo Azambuja, do PSDB, governador eleito em Mato Grosso do Sul, como a principal prioridade de seu mandato. A intenção é fazer com que o atendimento chegue principalmente às pessoas mais carentes. Ele propõe fazer mutirões de saúde na capital Campo Grande e no interior.

Infográfico: PMDB termina eleições com mais governadores. Veja quem foi eleito

O governador também reconheceu que terá um outro desafio em seu mandato: mediar os conflitos indígenas do estado, principalmente na região de Sidrolândia, onde disputas de terras causaram mortes de índios e de produtores rurais.

Divulgação
Reinaldo Azambuja, do PSDB, é eleito governador do Mato Grosso do Sul


“Nós não temos que colocar o índio de um lado e o produtor do outro, temos que colocar os dois juntos. E o governo terá que ser o árbitro disso. Quem titulou as terras de Mato Grosso do Sul ou da União, e se por acaso foi titulada terra de produtor, então, cabe ao estado e à União a indenização da terra nua e das benfeitorias”, disse Azambuja. O novo governador disse ainda que será criada a Superintendência de Assuntos Indígenas, que funcionará como um canal permanente de diálogo com as aldeias.

Azambuja também garantiu que fará um governo transparente, de forma que a população acompanhe, em tempo real, os gastos e as receitas do estado. Ele disse ainda que uma marca de seus quatro anos à frente do Executivo estadual será a pluralidade, a começar pela equipe de governo. “Existem cabeças pensantes em todos os partidos. Todos aqueles que quiserem ajudar no desenvolvimento do estado serão bem-vindos no nosso governo”, disse.

Reinaldo Azambuja, de 51 anos, foi eleito com 741,5 mil votos, cerca de 143 mil a mais que seu oponente, Delcídio Amaral (PT). Atualmente Azambuja é deputado federal. Antes disso foi prefeito por dois mandatos de Maracaju, cidade do interior do estado. Esta é a primeira vez que um governador do PSDB é eleito em Mato Grosso do Sul.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas