30,14 milhões de eleitores deixaram de ir às urnas no segundo turno, contra 27,7 milhões no primeiro, aponta o TSE

Agência Brasil

O segundo turno das eleições presidenciais foi marcado pelo aumento da abstenção. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o índice subiu de 19,39% no primeiro turno para 21,1% no segundo. Os votos em branco e nulos, no entanto, diminuíram.

Resultado: Em campanha mais acirrada da história, Dilma é reeleita Presidente

Em números absolutos, 30,14 milhões de eleitores deixaram de ir às urnas no segundo turno, contra 27,7 milhões no primeiro. Ao todo, 2,44 milhões de pessoas votaram no primeiro turno, mas não repetiram o gesto neste domingo (26).

Desafio: Votos nulos e brancos seguem tendência de alta. E agora, o que fazer?

A quantidade de votos em branco e nulos, no entanto, diminuiu. No segundo turno, os votos em branco somaram 1,71%; e os nulos, 4,63%. No primeiro turno, 3,84% dos eleitores haviam votado em branco e 5,8% haviam anulado o voto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.