Na zona sul de São Paulo, urna teve de ser substituída por votação manual, de acordo com Tribunal Regional Eleitoral

Agência Brasil

Uma urna eletrônica foi substituída por votação manual durante a manhã de hoje (26) na 450ª seção eleitoral, na Escola Estadual Professora Nair Toledo Damião, no bairro do Grajaú, na capital paulista. A informação foi dada pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) há pouco. Até o momento é o único caso de votação manual do Estado.

LEIA MAIS: "Foram as eleições mais tranquilas dos últimos tempos", diz presidente do TSE

Segundo o TRE-SP, a Justiça Eleitoral deverá recuperar os dados registrados na urna substituída por meio da memória fixa do equipamento, trocado às 10h30. A seção eleitoral tem 385 eleitores, mas não há informação sobre quantos já haviam votado.

Leia tudo sobre as eleições 2014 pelo Brasil

De acordo com o TRE-SP, quando uma urna eletrônica apresenta problemas, são retiradas as mídias de votação e colocadas em outra urna. Nesse caso, entretanto, o problema foi detectado nas próprias mídias, por isso esse procedimento não foi possível.

Número de urnas trocas é maior que o de 2010

De acordo com o balanço do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgado no início da tarde deste domingo, 1.733 urnas eletrônicas tiveram de ser substituídas até as 12h30. O número é superior ao do segundo turno das eleições de 2010, quando 1,6 mil urnas tiveram de ser trocadas. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.