Técnicos dão lugar a articuladores políticos no primeiro time de Dilma

Por Luciana Lima - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em quatro anos de governo, presidente centralizadora teve de aprender a valorizar articulação política para enfrentar crises

No início do primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, a lista de exigências para quem quisesse se tornar um auxiliar direto ou futuro ministro era liderada por algumas características. Em geral, os recrutados com perfil para compor o primeiro time presidencial compartilhavam a capacidade técnica, associada principalmente ao grau de “discrição e fidelidade”.

Quatro anos depois, ao enfrentar uma campanha dura pela reeleição e um aumento das pressões dentro da base aliada, Dilma passou a se cercar de um outro tipo de auxiliar. Agora, o time de conselheiros é composto em sua maioria por nomes com ampla experiência política e capacidade de articulação.

Dilma, conhecida pelo seu perfil centralizador, reformulou aos poucos o leque de auxiliares diante dos problemas que enfrentou no decorrer do mandato. As sucessivas crises que enfrentou na relação com o Congresso, por exemplo, abriram lugar para ministros com bom trânsito político ou com experiência anterior no primeiro escalão do governo.

Veja imagens de Dilma Rousseff durante a corrida presidencial:

Ainda bebendo chimarrão, Dilma Rousseff exibe comprovante de votação. Foto: Felipe Dana/ APDilma Rousseff vota na manhã deste domingo em Porto Alegre por volta de 8h40 da manhã. Foto: Felipe Dana/APDilma Rousseff, presidente e candidata à reeleição, bebe chimarrão antes de votar na manhã deste domingo em Porto Alegre. Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma ganha beijo de Tarso Genro, que disputa o segundo turno do governo do Rio Grande do Sul, em colégio eleitoral. Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13Depois da votação, Dilma brinca com o neto Gabriel em Porto Alegre. Foto: Edison Vara/ReutersAntes de votar, Dilma Rousseff tomou um café da manhã com políticos do PT em Porto Alegre. Tarso Genro, que concorre ao governo do RS, estava presente. Foto: Fernando Teixeira/Futura PressDilma é abraçada por eleitora que a esperava na casa de Tarso Genro, candidato ao governo do Rio Grande do Sul pelo PT. Foto: Edison Vara/ReutersDepois de votar em Porto Alegre, Dilma Rousseff embarca em avião da FAB e vai para Brasília, de onde irá acompanhar a apuração. Foto: Felipe Dana/APDilma encerra a campanha nas eleições 2014 em Porto Alegre (25/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma faz campanha ao lado de Tarso Genro, que concorre ao governo do Rio Grande do Sul, na véspera das eleições (25/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Com uma faixa com os dizeres 'Diga não a violência contra a mulher', Dilma participa de caminhada em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro (22/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Ao lado de Lula, Dilma visita fábrica em Goiana, em Pernambuco (21/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Lula também acompanha Dilma Rousseff em carreata no Recife (21/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Lula e Dilma aparecem lado a lado em adesivo de campanha da presidente e candidata à reeleição pelo PT. Foto: BBCDilma Rousseff manda coraçãozinho para eleitores em comício em Petrolina, em Pernambuco (21/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma recebe apoio de jovens e artistas em evento em Itaquera, zona leste de São Paulo (20/10). Foto: Divulgação/PTAtor Henri Castelli vai a evento de apoio a Dilma Rousseff em São Paulo (20/10). Foto: Divulgação/PTNegra Li também participa de ato de apoio a Dilma em São Paulo (20/10). Foto: Divulgação/PTDeputado federal pelo PSOL, Jean Wyllys é mais no ato de apoio a candidata do PT na capital paulista (20/10). Foto: Divulgação/PTDilma Rousseff tira uma selfie com eleitora em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro (20/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma foi a primeira a fazer perguntas no debate da noite deste domingo na Record (19/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma chega para o debate da Record, o terceiro encontro com Aécio no segundo turno das eleições (19/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma participa de entrevista coletiva em São Paulo neste domingo (19/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Eleitores tentam se aproximar de Dilma em ato de campanha em Curitiba, no Paraná (17/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma cumprimenta eleitores em agenda de campanha em Florianópolis (17/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma participa de ato de apoio aos professores em São Paulo (15/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Presidenciáveis Dilma e Aécio trocam cumprimentos depois do debate (14/10). Foto: APDilma e Aécio durante o primeiro debate do segundo turno das eleições, na Band (14/10) . Foto: ReutersDilma Rousseff (PT) chega a Rede Band para participar do debate presidencial (14/10). Foto: Marcos Bezerra/Futura PressDilma dá entrevista coletiva em São Paulo antes do primeiro debate na TV no segundo turno das eleições (14/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13No dia das crianças, Dilma visita Centro Educacional Unificado (CEU) Jambeiro, em Guaianases, São Paulo, e assiste à apresentação de ginástica (12/11). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Fernando Pimentel, governador eleito em Minas, faz carreata com Dilma Rousseff em Contagem e ataca de fotógrafo (11/10). Foto: Ichiro Guerra/PTEleitores se apertam para chegar perto de 
Dilma Rousseff depois de caminhada e carreata na cidade mineira de Contagem (11/10). Foto: Ichiro Guerra/PTMarcelo Crivella, que concorre ao segundo turno do governo do Rio de Janeiro contra Pezão, faz campanha por Dilma em São João de Meriti (10/10). Foto: Edvaldo Reis/Crivella 10Dilma participa de ato de mobilização com prefeitos e representantes dos movimentos sociais em Alagoas (9/10). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma ganha uma rosa de criança manhã de campanha pelo segundo turno das eleições em Salvador (9/10). Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13Dilma conversa com garotinha em encontro com apoiadores em Salvador, na Bahia (9/10). Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13Dilma tem encontro com apoiadores e partidários no museu do ritmo em Salvador, na Bahia, na manhã desta quinta-feira (9/10). Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13Presidente Dilma cumprimenta eleitores em ato político com lideranças e prefeitos em Teresina (PI) (08/10). Foto: Divulgação/PTPresidenciável Dilma Rousseff (PT) e seu vice, Michel Temer (PMDB), se reúnem com governadores e senadores eleitos  (07/10). Foto: Allan Sampaio/iG Brasília Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência, se reúne com governadores e senadores eleitos (07/10). Foto: Allan Sampaio/iG Brasília Um dia depois das eleições, Dilma Rousseff, que disputa o segundo turno com Aécio Neves, recebe jornalistas em Brasília (6/10). Foto: Cadu Gomes/ Dilma 13Dilma chega para coletiva de imprensa depois do resultado do primeiro turno das eleições ao lado de Michel Temmer, vice em sua chapa para a Presidência (5/10). Foto: Agência BrasilPresidente e candidata Dilma Rousseff fala com a imprensa após apuração de votos que a levou para o segundo turno com Aécio Neves (5/10). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDilma volta para Brasília depois de votar em Porto Alegre (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersDilma, na companhia do neto Gabriel, pega voo para Brasília depois de votar em Porto Alegre (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersDilma Rousseff, presidente e candidata à reeleição pelo PT, vota na manhã deste domingo em Porto Alegre. Ela foi a primeira presidenciável a votar (5/10). Foto: Felipe Dana/APTarso Genro, candidato do governo do Rio Grande do Sul pelo PT, acompanhou Dilma Rousseff na votação (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersV da vitória de Dilma Rousseff na urna em Porto Alegre (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersDilma exibe comprovante de votação (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersDilma acena ao deixar o local de votação em Porto Alegre. A presidente e candidata à reeleição pelo PT passará a tarde e irá acompanhar a apuração em Brasília (5/10). Foto: Felipe Dana/APNo dia da eleição, presidente e candidata à reeleição pelo PT Dilma Rousseff toma café da manhã com políticos em Porto Alegre (5/10). Foto: Fernando Teixeira/Futura PressDilma Rousseff participa de carreata em Porto Alegre no último dia de campanha para o primeiro turno (4/10). Foto: Felipe Dana/APDilma Rousseff faz carreata em São Paulo ao lado de Lula, Suplicy, Fernando Haddad e Alexandre Padilha (3/10). Foto: Ricardo Stuckert/PRPadilha, candidato ao governo de São Paulo pelo PT, acompanha Dilma em manhã de campanha em São José dos Campos (3/10). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma tira foto ao lado de Marcelo Negrão, medalhista de ouro com o vôlei nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992, em encontro com atletas no Rio (30/9). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma tem encontro com atletas no Rio de Janeiro (30/9). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma faz campanha em Santos e na Baixada (30/9). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma Rousseff (PT) faz campanha no bairro paulista do Campo Limpo com Alexandre Padilha, candidato petista ao governo de SP, e com o ex-presidente Lula (29/09). Foto: Divulgação/PTDilma Rousseff recebe apoio de eleitor durante caminhada e carreata em Belo Horizonte (29/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma elegeu Marina como seu alvo principal no debate, mas também atacou Aécio (28/9) . Foto: ReutersAo lado de Agnelo Queiroz, Dilma anda de BRT Expresso em Brasília e conversa com eleitores (27/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma recebe uma flor durante carreata em Feira da Santana, na Bahia (25/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff,  candidata à reeleição  pelo PT, durante dia de campanha em Ribeirão das Neves, em Minas Gerais (22/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff faz campanha em São Paulo ao lado dos petistas Alexandre Padilha, candidato ao governo, e Eduardo Suplicy, candidato ao Senado (20/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaDilma faz campanha ao lado de Marcelo Crivella, candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PRB, em Duque de Caxias (19/9)
. Foto: Ichiro Guerra/PTDilma posa para fotos durante campanha em Campinas, em São Paulo (17/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma tem dia de campanha em Campinas, interior de São Paulo, com carreata e encontro com intelectuais (17/9). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma Rousseff, ao lado de Marina Silva e Aécio Neves, no debate na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, na cidade paulista de Aparecida (16/09). Foto: DIVULGAção/PSBEvento no Rio de Janeiro reúne artistas e intelectuais em apoio a Dilma Rousseff (16/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasCantora Alcione cumprimenta Dilma no evento 'artistas de coração valente' (16/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasAtor Chico Diaz também apoia a candidatura de Dilma Rousseff à reeleição (16/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasTeólogo Leonardo Boff, Dilma, Lula e a economista Maria da Conceição Tavares em ato de apoio à Presidente (16/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasDilma faz discurso diante de artistas em evento no Rio de Janeiro (15/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasLindberg Farias, candidato do PT ao governo do Rio, também participa de encontro com artistas a favor de Dilma (16/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasDilma vai ao lançamento do Livro “Um país chamado favela”, no Rio de Janeiro, e arrisca passos de funk com membros da comunidade (15/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma também acompanhou apresentação de capoeira na comunidade carioca (15/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff posa ao lado de jovens no lançamento do Livro “Um país chamado favela”, no Rio de Janeiro (15/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma tem encontro com juventude em Belo Horizonte, Minas Gerais (13/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff participa de ato Público com Movimentos Negros, em Nova Lima, em Minas Gerais (13/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff sai em carreata em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, ao lado de Lindgerb Farias, candidato ao governo do estado pelo PT (12/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasDilma Rousseff (PT) é entrevistada por Tales Faria, publisher e vice-presidente editoral do iG, e Amanda Klein, apresentadora do RedeTV! News (11/09). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDilma tratou das denúncias sobre um suposto esquema de pagamento de propina na Petrobras. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaPresidente atribuiu à adversária Marina Silva (PSB) problemas no andamento de usinas de Jirau e Santo Antonio . Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaCartazes para Dilma Rousseff são exibidos durante comício em Belém, no Pará (10/9). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaLula participa de comício de Dilma Rousseff em Belém, no Pará (10/9). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaDepois do desfile de 7 de setembro, Dilma se reúne com juventude no Palácio da Alvorada (7/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Presidente Dilma Rousseff chega para o início do desfile pelo dia 7 de Setembro no DF (7/9). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIADilma Rousseff posa para fotos visita o Residencial Cidade Jardim, construído pelo Minha Casa Minha Vida, em Fortaleza (6/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma ganha miniatura de taxi em encontro com taxistas em São Paulo (6/9). Foto: Ichiro Guerra/PTOs candidatos Dilma Rousseff e Alexandre Padilha participam de encontro com mulheres em São Paulo (6/9). Foto: Paulo Pinto/ AnalíticaLula coloca chapéu em Dilma durante comício no Recife (4/9). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaAo lado do ex-presidente Lula, a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) participou de carreata em São Bernardo do Campo, em São Paulo (02/09). Foto: Divulgação/PTAmbos com o chapéu do Corinthians, Dilma e Lula fazem carreata em São Bernardo do Campo, nesta terça-feira (02). Foto: Divulgação/PTDilma Rousseff participa de encontro com prefeitos paulistas em Jales, no interior de São Paulo (30/8). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma Rousseff visita a Casa de Cultura do Pelourinho, em Salvador, e se arrisca ao lado de ritmistas (29/8). Foto: Ichiro Guerra/PTCandidata do PT à reeleição para a Presidência da república, Dilma Rousseff, visita a escola Senai Simatec, em Salvador (29/8). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma Rousseff participa de encontro com trabalhadores da agricultura, em Brasília, nesta quinta-feira (28). Foto: Divulgação/PTDilma Rousseff chega para debate TV Band, o primeiro dos presidenciáveis nestas eleições (22/08). Foto: Marcos Bezerra/Futura PressAo lado de Aécio Neves, Dilma cumprimenta Marina Silva no debate da TV Band (26/8). Foto: Marcos Bezerra/Futura PressCandidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff visita vistoria obras da transposição do Rio São Francisco com ex-presidente Lula (21/08). Foto: Divulgação/PTDilma faz uma refeição durante visita à Usina Hidroelétrica Santo Antônio, em Porto Velho (19/8). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13No Palácio da Alvorada,  Dilma Rousseff é entrevistada por Willian Bonner e Patrícia Poeta para o Jornal Nacional (18/08). Foto:  Globo/ Gabriel SoutoPresidente Dilma Roussef, Lula e outros políticos vão ao velório de Eduardo Campos e vítimas de acidente aéreo (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersDilma Rousseff cumprimenta Marina Silva, que era candidata à vice na chapa de Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersDilma Rousseff cumprimenta o presidenciável pelo PSDB Aécio Neves no velório de Eduardo Campos e vítimas do acidente aéreo (17/8). Foto: Paulo Whitaker/ReutersPresidente Dilma Rousseff conforta filhos de Eduardo Campos durante velório na manhã deste domingo na sede do governo de Pernambuco (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersDilma Rousseff faz pronunciamento sobre a morte de Eduardo Campos em Brasília, nesta quarta-feira (13). Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)Presidente e candidata à releição Dilma Rousseff visita trecho da Ferrovia Norte-Sul, na cidade goiana de Anápolis (11/08). Foto: Divulgação/PTDilma e Padilha, candidato ao governo de São Paulo, fazem encontro com juventude na capital paulista (11/8). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Presidente Dilma Rousseff durante entrevista para RBS (11/8). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff conversa com jornalistas em Brasília no Palácio da Alvorada (10/8). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIADilma faz carreata ao lado de Padilha, candidato ao governo de São Paulo, pelas ruas de Osasco e aproveita para comer um cachorro-quente (9/8). Foto: Ichiro Guerra/PTComitiva do PT em carreata por Osasco. Na foto aparecem Dilma, Padilha, Marta e Eduardo Suplicy (9/8). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaDilma visita ferrovia em Iturama, Minas Gerais (8/8). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff participa de ato de sindicalistas em apoio a sua candidatura, em São Paulo (7/8). Foto: Futura PressDilma durante ato com sindicalistas da CUT, UGT, CTB, NCST, CSB e Força Sindical (7/8). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff participa de encontro e sabatina da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (6/8). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDilma Rousseff visita sas obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira (PA)em semana se campanha (5/8). Foto: Ichiro Guerra/Fotos PúblicasDilma almoça na Usina de Belo Monte (5/8). Foto: Ichiro Guerra/Fotos PúblicasEm campanha pela reeleição à Presidência, Dilma visita obra em Belo Monte e posa para fotos e as tradicionais selfies com operários (5/8). Foto: Ichiro Guerra/Fotos PúblicasPresidente Dilma Rousseff é vista durante visita à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Jacy, em Guarulhos (4/8). Foto: Ichiro Guerra/PTPerfil de Dilma Rousseff no Instagram. Foto: Instagram/dilmarousseffDilma Rousseff usa suas contas em outras redes sociais, como o Facebook, para anunciar a entrada no Instragram (4/8). Foto: Facebook/Dilma RousseffAo lado de Lula, Dilma participa do lançamento da campanha de Josué Alencar, candidato ao Senado Federal pelo PT (1/8). Foto: Ichiro Guerra/PTPose para foto ao lado de eleitores no lançamento da campanha de Josué Alencar ao Senado. Foto: Ichiro Guerra/ PTCom candidato do PT em São Paulo, Alexandre Padilha (D), presidente Dilma Rousseff, participa da 14ª Plenária da CUT, em Guarulhos (31/7). Foto: Futura PressA presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, participa da 14ª Plenária Nacional da Central Única dos Trabalhadores (31/7). Foto: Futura PressPresidente Dilma Rousseff é vista em palco durante evento da CUT em Guarulhos (31/7). Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGPresidente Dilma Rousseff sorri durante encontro com empresários promovido pela CNI em Brasília (30/7). Foto: Ichiro Guerra/PTPresidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, participa de encontro com empresários na CNI (30/7)
. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDilma tem encontro com prefeitos em churrascaria em São João de Miriti, no Rio de Janeiro (24/7). Foto: Ichiro Guerra/PTDilma presta homenagem a Neymar, que sofreu uma fratura na 3ª vértebra lombar e acabou fora da Copa do Mundo (7/7). Foto: Reprodução/InstagramAo lado de Lula, Dilma participa da convenção estadual do PT no Paraná. Evento lança a candidatura de Gleisi Hoffmann no Estado (3/7). Foto: Heinrich Aikawa/Instituto LulaDilma Rousseff discursa na convenção estadual do PT do Paraná, em Curitiba (3/7). Foto: Heinrich Aikawa / Instituto LulaPresidente e candidata à reeleição participa também da convenção estadual do PT da Bahia (27/6). Foto: Heinrich Aikawa/Instituto LulaDilma cumprimenta baiana em convenção do PT em Salvador (27/6). Foto: Heinrich Aikawa/Instituto LulaDilma e Lula participam do lançamento da candidatura de Rui Costa (esquerda) ao governo da Bahia (27/6). Foto: Heinrich Aikawa/Instituto LulaJorge Wagner, atual governador da Bahia, também sobe ao palanque ao lado de Rui Costa, Lula e Dilma (27/6). Foto: Heinrich Aikawa/Instituto LulaPROS (Partido Republicano da Ordem Social) anuncia apoio à candidatura a reeleição de Dilma (24/6). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília94,5% dos filiados do partido decidem apoiar a reeleição de Dilma (24/6). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDilma Rousseff discursa na convenção nacional do PROS (24/6). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaPT realiza convenção que homologa a candidatura de Dilma à reeleição em Brasília (21/6). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaEx-presidente Lula participa da convenção do Partido dos Trabalhadores em Brasília (21/6). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaMichel Temer, candidato a vice na chapa de Dilma, também marca presença na convenção ao lado da presidente e de Lula (21/6). Foto: Cadu Gomes/DivulgaçãoFesta na convenção do PT que oficializou Dilma como candidata a reeleição para Presidência (21/6). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaLula faz questão de afirmar que não há divergências entre ele e a candidata. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaDilma Rousseff posa para fotos na convenção nacional do PT que oficializa a sua candidatura à reeleição (21/6). Foto: Cadu Gomes/Divulgação

Grande parte desse aprendizado no jogo político se deu pelas mãos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um interlocutor assíduo que, em certos momentos de crise, chegou a sugerir reuniões, jantares e almoços mais frequentes com líderes da Câmara e do Senado. Dilma buscou entre os ex-ministros de Lula alguns dos auxiliares que hoje consulta quando precisa tomar decisões importantes sobre o rumo da administração federal.

Entre seus principais conselheiros, estão hoje nomes como Aloizio Mercadante, ministro licenciado da Casa Civil; Miguel Rossetto, licenciado do Desenvolvimento Agrário; o governador da Bahia, Jaques Wagner; o ministro Ricardo Berzoini, da Secretaria de Relações Institucionais, além do presidente do PT, Rui Falcão.

Allan Sampaio/iG Brasília
Aloísio Mercadante, ministro da Casa Civil

Reforço de Mercadante

Considerado um dos ministros mais próximos da presidente, o chefe da Casa Civil passou por duas outras pastas no governo Dilma. Primeiro, foi ministro da Ciência e Tecnologia. Depois, da Educação. Considerado um dos principais nomes do PT paulista, Mercadante domou aos poucos seu estilo espalhafatoso e por vezes agressivo, até conseguir a confiança da presidente.

Suas argumentações na área econômica, por exemplo, foram fundamentais na preparação de Dilma para os debates presidenciais.

Mercadante acompanhou Dilma em todos os confrontos na TV, ao lado do publicitário João Santana, do ministro da Secretaria de Comunicação, Thomas Traumann e do ex-ministro da pasta no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Franklin Martins.

O ministro deixou o governo para se incorporar à coordenação da campanha há cerca de um mês com o objetivo de se contrapor ao projeto lançado pelo tucano Aécio Neves que resgata Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central do governo de Fernando Henrique Cardoso. A expectativa, por enquanto, é de que ele retorne à Casa Civil e permaneça no cargo no segundo governo da petista.

Giles Azevedo – discreto e eficaz

Entre os homens e mulheres de Dilma, o ex-chefe do gabinete pessoal da presidente, Giles Azevedo é um dos mais próximos. Azevedo encarna o perfil preferido da presidente. É discreto e eficiente. Sua capacidade de articulação é reconhecida por integrantes do PT, que defendem que esta característica deve ser mais explorada.

No primeiro mandato de Dilma, sua função principal era cuidar da agenda, tarefa considerada árdua, levando-se em conta as confusões geradas pela própria função e pela fama de humor intempestivo da presidente.

Os elogios à sua paciência e à capacidade de suportar as variações são unânimes entre os integrantes do governo. Geólogo, companheiro de Dilma desde os tempos em que ela era filiada ao PDT do Rio Grande do Sul, Azevedo foi conhecido como Brizolinha.

Allan Sampaio/iG Brasília
Jaques Wagner, governador da Bahia

A volta de Jaques Wagner 

O governador da Bahia, Jaques Wagner, é outra pessoa que tem cargo certo no segundo governo de Dilma e mantém grande proximidade com a presidente. Dilma sempre elogia sua paciência e sua capacidade de ler o cenário político, brincando ainda com a capacidade do governador de se manter calmo, mesmo nas circunstâncias mais adversas.

Há duas semanas, a presidente Dilma relatou, em uma conversa com jornalistas, sua admiração por Wagner. Segundo a presidente, ele foi capaz de manter a tranquilidade, enquanto as pesquisas de intenção de voto apontavam derrota de seu candidato, Rui Costa, ao governo da Bahia. Ocorreu justamente o contrário. Costa venceu no primeiro turno. “A gente falava com ele e só pedia calma. Não é que ele estava certo”, comentou a presidente.

Wagner tem acompanhado a presidente nos debates e em muitos atos da campanha. Seu nome é cotado para o Ministério do Planejamento.

Agência Brasil
Miguel Rosseto, ministro do desenvolvimento agrário

Rossetto e os movimentos sociais

Companheiro de Dilma do PT do Rio Grande do Sul, o sociólogo tem a fama de ser bastante ouvido pela presidente. Ministro licenciado do Desenvolvimento Agrário, Rossetto deixou a pasta há cerca de um mês para integrar a coordenação da campanha de Dilma. É uma das pessoas mais próximas da presidente.

A aposta é de que ele possa comandar a Secretaria-Geral da Presidência da República, no segundo mandato de Dilma Rousseff. A pasta é responsável pela interface do governo com os movimentos sociais.

Atualmente, esta pasta é comandada pelo ministro Gilberto Carvalho, muito próximo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve deixar o governo no eventual segundo mandato de Dilma. Antes de retornar para o governo de Dilma, Rossetto chefiou o MDA entre 2003 e 2006, no primeiro mandato de Lula.

Allan Sampaio/iG Brasília
Rui Falcão, presidente nacional do PT

Rui Falcão na interlocução

Coordenador-geral da campanha presidencial petista, o presidente do partido, Rui Falcão, também se aproximou de Dilma. A afinidade demonstrada entre os dois nos últimos meses enterrou de vez os atritos que marcaram a relação entre os dois na corrida presidencial de 2010. Na época, Falcão foi um dos personagens de uma disputa interna da comunicação da campanha de Dilma.

A mudança veio com a escolha de Falcão para presidir o PT, com endosso de Lula. Atualmente, ele tem acesso livre à presidente, telefona diretamente para ela para dar relatos sobre o andamento da campanha e dar sugestões para estratégia eleitoral.

Embora tenha ganhado um lugar no time de confiança de Dilma, Falcão em geral não aparece na lista de possíveis ministros no segundo mandato. Em tese, a expectativa é de que ele permaneça no seu cargo atual, liderando a interlocução entre o partido e o governo federal.

Allan Sampaio/iG Brasília
Ricardo Berzoini, ministro das Secretaria de Relações Institucionais

Berzoini amenizou a tensão

Indicado para a Secretaria de Relações Institucionais pelas mãos do ex-presidente Lula, Berzoini conseguiu amenizar as tensões na relação de Dilma com o Congresso nos meses que antecederam a eleição. Com origem no sindicalismo bancário, o deputado é visto no partido como um bom negociador e articulador. A aposta é de que ele fique no governo e, provavelmente, na mesma pasta.

Desde que assumiu a SRI, a agenda de Berzoini é tomada por reuniões com parlamentares, estratégia que rendeu à presidente tempos de paz com o Congresso. Além disso, Berzoini mantém um bom trânsito dentro do PT, fruto dos dois mandatos que exerceu como presidente nacional da legenda, logo após o escândalo do mensalão.

Allan Sampaio/iG Brasília
Tereza Campello, ministra do Desenvolvimento Social e Combate a Fome

Tereza Campello na área social

Economista, Tereza Campello, ministra do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, convive com Dilma há bastante tempo. Nascida em São Paulo, sua carreira na gestão política começa no Rio Grande do Sul, onde chegou a dividir espaço com Dilma em administrações petistas. As duas também trabalharam juntas na equipe de transição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002.

Nos quatro anos de governo, comandou a maior ação da administração petista na área social: o programa de distribuição de renda Bolsa Família. Quando Dilma assumiu, a tarefa dada pela presidente a ela foi “erradicar a miséria”, lema que tanto a presidente quanto a ministra repetiram com ênfase durante os quatro anos.

A avaliação de Dilma em relação à ministra é positiva, principalmente após a divulgação do Mapa Mundial da Fome em 2014, relatório global da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), que indicou que, pela primeira vez, o país estava fora da lista de países com nível maior que 5% de pessoas acometidas pela subalimentação.

Na campanha, Tereza é uma das poucas pessoas capazes de apressar a presidente para que ela entre em cena nas gravações externas com o público, antes que a luz natural caia muito. Nestes casos, Dilma, segundo integrantes da campanha, a ouve e obedece. Tereza é cotada para permanecer no cargo.

Leia tudo sobre: Eleições 2014Dilma RousseffPT

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas